Formulário de Busca

Deu no Blog do Noblat

sáb, 30/06/07
por Décio Sá |
categoria Sem Categoria


Laudo pericial inocenta Silas Rondeau

Do Correio Braziliense, hoje:

“Um laudo assinado pelo perito particular Ricardo Molina contesta a versão da Polícia Federal de que a diretora financeira da construtora Gautama, Maria de Fátima Palmeira, teria entregue no dia 13 de março deste ano um envelope com R$ 100 mil a Ivo Almeida Costa, que assessorava o ex-ministro de Minas e Energia, Silas Rondeau. A denúncia da PF é baseada em uma gravação de vídeo, feita pelas câmeras do ministério.

Nela, Ivo aparece ao lado de Fátima, no elevador, com um papel na mão. Relatório encaminhado pela Polícia Federal ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) sustenta que o papel seria um envelope contendo R$ 100 mil.

“Apurou-se ainda que, no dia 13 de março, o ministro Silas Rondeau recebeu R$ 100 mil entregue por Maria de Fátima por meio de Ivo de Almeida”, diz o relatório. Tanto Ivo como Maria de Fátima foram presos na Operação Navalha, que apontou a existência de um esquema para fraudar licitações.

A versão da PF, no entanto, é contrariada pelo laudo de Molina, professor da Unicamp e especialista em áudio e vídeo. Na avaliação do perito, Ivo segurava, na verdade, um papel branco ou um envelope vazio.

“É impossível que o assessor tenha transportado um envelope com R$ 100 mil, o que daria um volume em torno de dois centímetros, tamanho esse que não foi detectado no exame de computador”, disse Molina ao Correio.

O laudo será a principal peça de defesa dos advogados de Ivo Almeida e Silas Rondeau, que devem ser denunciados pelo Ministério Público à Justiça na próxima semana. Amigos de Ivo disseram ao Correio que o papel que Maria de Fátima teria entregue ao ex-assessor, em março, continha informações sobre uma obra que estava sendo realizada pela Gautama no norte de Minas. Mas, segundo Molina, o laudo não conseguiu detectar o que estava escrito no papel.”

“BOM-QUE-DÓI”

sáb, 30/06/07
por Décio Sá |
categoria Sem Categoria

Jackson Lago apresenta culinária maranhense à ministra Marta Suplicy

Num clima de descontração e alegria, o governador do Maranhão, Jackson Lago, apresentou à ministra Marta Suplicy as riquezas da culinária maranhense no Centro Histórico de São Luís. Quando a comitiva chegou à tradicional Feira da Praia Grande, a surpresa ficou por conta das variedades das bebidas regionais, entre elas, o licor de catuaba.

A ministra mostrou-se especialmente interessada em saber como se faz a catuaba e a “bom-que-dói”, cachaça que tem uma fórmula especial, preparada com cravo, canela e erva doce.

***

Convenhamos: “bom que dói” e “relaxa e goza” caminham lado a lado, não?

PS – Repito: o senhor na foto é mesmo o Jackson Lago, não o Woody Allen, ok?

Graças ao Décio Sá.

***

Entrei em contato com um amigo que faz parte da equipe do Kibeloco para que ele fizesse um brincadeira com a visita que a ministra Marta Suplicy (Turismo) fez no início da semana ao Maranhão. O resultado foi esse que foi publicado.

Mas tem outra versão da brincadeira com a mesma foto que eles me mandaram e que vou divulgar na próxima semana. Clique aqui para acessar o Blog do Kibeloco ou vá aos favoritos dessa página aí ao lado.

Jackson vai reimplantar o telensino

sex, 29/06/07
por Décio Sá |
categoria Sem Categoria

Em entrevista publicada no site G1, o portal de notícias da Rede Globo, o governador Jackson Lago (PDT) diz que vai implantar um sistema de combate ao analfabetismo baseado no modelo cubano “Sim, eu posso” que usa TV e instrutor.

O sistema é semelhante ao telensino implantado em 2001 pela ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) e que foi bastante criticado pelo então candidato do PDT e pelos membros da “cooperativa” montada pelo então governador José Reinaldo Tavares (PSB): o hoje chefe da Casa Civil, Aderson Lago (PSB), e o ministro aposentado Edson Vidigal (PSB).

“Como isso vai funcionar?”, pergunta o G1. “É um método que não tem muita complexidade. Tem uma televisão, um instrutor e uma sala de aula. Teve muito êxito na Venezuela. Há uma experiência dele em três municípios do Piauí. Nosso grupo vai agora a Brasília, para entrar em detalhes com a embaixada cubana e com a embaixada da Venezuela sobre a implantação do método”, responde Jackson.

O governador fala ainda sobre a Operação Navalha. Ele diz que soube que seus sobrinhos estavam tentando pegar a conta da Gautama para o escritório de advocacia que mantêm na cidade.

Nos comentários da reportagem, vários professores protestam contra o fato do governador está tentando implantar o método cubano no Maranhão quando sequer consegue negociar com a categoria o fim da greve que já dura cerca de 40 dias.

Leia aqui a íntegra da entrevista.

O novo brinquedinho de Tadeu

sex, 29/06/07
por Décio Sá |
categoria Sem Categoria

O prefeito de São Luís, Tadeu Palácio (PDT), apareceu hoje por volta do meio-dia no Hiperbompreço do São Luís Shopping com seu novo brinquedinho.

Ele chegou sozinho a bordo de um Alfa Romeo Spider (aranha, em inglês) cinza, de placas CNM-6622/São Paulo-SP. Um modelo novo do carro custa cerca de R$ 200 mil. O que o prefeito dirigia é um modelo antigo parecido ao da foto acima.

Como prefeito mais bem pago do Brasil, Tadeu está sabendo bem economizar seu salário de cerca de R$ 20 mil mensais.

Jackson engana até jornais governistas

Que o governo Jackson Lago está uma confusão até eu estou careca de saber. Mas o que aconteceu ontem em Barreirinhas foi de lascar. Empolgado com a presença do ministro Altemir Gregolin (Pesca), o pedetista anunciou a criação de uma secretaria para tratar da questão no Maranhão.

“A criação desta secretaria vai facilitar o trabalho, por meio de parcerias com o governo federal, e cooperação com outros órgãos. Desta forma vamos trazer mais investimentos para o estado e melhorar a qualidade de vida dos nossos pescadores”, assegurou o governador, de acordo com release distribuído por sua assessoria.

Possivelmente depois de avaliar melhor a questão, já que seu governo possui quase 40 secretarias ou órgãos equivalentes, o governador voltou atrás e mandou a assessoria pedir que os órgãos de imprensa desconsiderassem a informação anterior.

O problema é que os ultragovernistas Jornal Pequeno e O Imparcial não perceberam a burrada do governo e estamparam em suas primeiras páginas de hoje a criação da tal “Secretaria da Pesca”.

Série Operação Navalha

sex, 29/06/07
por Décio Sá |
categoria Sem Categoria

Clique acima e assista mais um vídeo da série Operação Navalha. Estou dando prioridade às reportagens de outras redes de TV porque as da Globo todo mundo já viu.

Jackson deve romper contrato com Bradesco

sex, 29/06/07
por Décio Sá |
categoria Sem Categoria

O episódio de hoje em que os funcionários públicos passaram até agora há pouco sem receber seus salários por causa de problemas no sistema do Bradesco deve reforçar a promessa do governador Jackson Lago (PDT) de romper o contrato do governo com o banco.

Na última terça-feira, em reunião com estudantes que acamparam na porta do Palácio dos Leões, o pedetista disse que iria acabar com “tudo de ruim” ocorrido no governo Roseana Sarney e citou como exemplo a privatização do BEM, adquirido pelo Bradesco.

Devido à privatização, o Bradesco ficou com as contas do Governo do Estado durante o período de 20 anos. Aos estudantes, Jackson afirmou que iria romper o contrato com o banco paulista e colocar as contas dos funcionários públicos do estado no Banco do Brasil.

Ele, no entanto, não pode fazer isso dessa forma. Pode até romper o contrato, mas terá de abrir as contas dos servidores para todas as instituições financeiras do país como foi feito em Minas Gerais. Lá, é o funcionário que escolhe o banco em quer receber seu salário. O Bradesco deve recorrer à Justiça.

Ao atacar a ex-governadora, Jackson apenas reforça o discurso político de quem não tem argumentos para o péssimo início de sua administração. A privatização do BEM e de todos os bancos estaduais foi imposta num amplo acordo do Brasil com o FMI feita no governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB). O PSDB é um dos principais aliados do governo no Maranhão.

O ato que efetivou a privatização foi assinado pelo então vice-governador José Reinaldo, em 1998. Ele estava no exercício do cargo devido a uma série de operações que a ex-governadora foi submetida.

A venda do banco, em 2002, já no governo Lula, foi feita também por José Reinaldo, que Jackson tratava de “meu líder”, na Bolsa de Valores do Rio de Janeiro. A quebra do contrato do Governo do Estado com o Bradesco vai ter repercussões negativas para o Maranhão. Os funcionários, porém, vão adorar.

Especialistas em mercado apontam a quebra de contratos como o principal motivo que afugenta investidores de países em desenvolvimento. Recentemente o governador apareceu na frente ao Palácio dos Leões ao lado de um grupo de mulheres sem terra enforcando o presidente George W. Bush.

Esse fato causou repercussão negativa em todo país, o que levou o pedetista a assinar um artigo no jornal Valor Econômico tentando amenizar a situação.

Te cuida José Reinaldo!

qui, 28/06/07
por Décio Sá |
categoria Sem Categoria


Alexandra teria contratado advogado que defende Mônica Veloso no caso Renan

Essa notícia é péssima para o ex-governador José Reinaldo Tavares (PSB). Fonte próxima à secretária Alexandra Tavares (Relações Nacionais e Internacionais) informa a este blogue que ela contratou recentemente o advogado Pedro Calmon Filho, o mesmo que advoga para a jornalista Mônica Veloso.

A jornalista, que tem uma filha de três anos com o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), é pivô do escândalo que pode resultar na queda do presidente do Senado.

Alexandra teria contratado o advogado para atuar na partilha de bens que ela tem com o ex-marido. A preocupação da ex-primeira-dama é que, por conta da Operação Navalha, os bens de todos envolvidos no caso foram bloqueados por decisão da ministra Eliana Calmon, do STJ.

Em decorrência disso, o ex-casal Tavares está tendo dificuldade em negociar o apartamento de R$ 3 milhões posto à venda há dois meses em Brasília. O advogado é especialista em situações de litígio de casais.

Ele é filho de Pedro Calmon, que defendeu e ganhou bastante dinheiro do ex-deputado José Gerardo, mas não conseguiu tirá-lo da cadeia.

São João de protestos

qui, 28/06/07
por Décio Sá |
categoria Sem Categoria


Em toada, professores criticam governador

Em greve há mais de um mês, os professores da rede pública resolveram protestar de forma bem humorada contra a implantação da chamada “Lei do Cão” pelo governador Jackson Lago (PDT).

Montaram o “Arraial do Desespero” na porta do Palácio dos Leões e fizeram várias toadas para animar o São João. O refrão de uma dessa toadas diz: “traidor, traidor; não maltrate o servidor, que foi seu eleitor”. Ouça.

Lourenço não aceita ponderações e demite assessor de comunicação da secretaria

qui, 28/06/07
por Décio Sá |
categoria Sem Categoria

O secretário de Educação, o agrônomo Lourenço Vieira da Silva, por pouco não foi às vias de fato com o seu assessor de comunicação, jornalista Moisés Matias, depois de uma discussão em frente à Rádio São Luís. Moisés foi demitido sumariamente. O ex-secretário de imprensa do governo José Reinaldo, José Machado, o Machadinho, assumiu o posto.

O secretário acabara de conceder entrevista à emissora quando o assessor foi lhe fazer algumas ponderações. Lourenço não gostou e, irritado, teria chamado Moisés de “vagabundo e moleque”, segundo uma fonte da secretaria.

O jornalista teria rebatido e chamado o secretário de “autoritário”. Os dois, segundo a fonte, ainda chegaram a trocar alguns empurrões. Uma superintendente da pasta, que acompanhava a entrevista, teria intervido e evitado que os dois se engalfinhassem.

Desde o governo passado pelo menos sete jornalistas já passaram pelo comando da Assessoria de Comunicação do órgão. Moisés chegou ao cargo devido ao apadrinhamento do então secretário de imprensa do governo José Reinaldo. Agora, Machadinho o substitui temporariamente no posto, enquanto tenta encontrar algum jornalista disposto a assumir a missão.

As diferenças entre Moisés, que prestou serviço para a Pública na campanha contra a senadora Roseana Sarney (PMDB), são enormes. Ligado a movimentos populares, ele não conseguiu conviver bem com Lourenço, cuja formação engloba o período da Ditadura Militar.

Durante reunião recente com estudantes, o secretário disse não se importar em ser chamado pejorativamente de agrônomo porque já foi convidado para dar palestras nos Estados Unidos, Canadá e Israel. Pelo jeito, ele deve ter conhecido também a Faixa de Gaza.

Série Operação Navalha

qui, 28/06/07
por Décio Sá |
categoria Sem Categoria

Já estão disponíveis no YouTube, o maior site de troca de vídeos do mundo, várias reportagens divulgadas nas grandes redes de televisão sobre a Operação Navalha.

A partir de hoje vamos lincar aqui vários desses vídeos. Começamos com uma matéria da TV Difusora (SBT) sobre os escândalos envolvendo o ex-governador José Reinaldo Tavares (PSB).

A matéria mostra desde a denúncia do flagra dos R$ 371 mil transportados num jatinho durante a campanha do então pefelista, em 2002, passando pelo escândalo das estradas fantasmas até a sua prisão pela Polícia Federal.

No final, a população dá sua opinião sobre o caso. As críticas são contundentes. “Tem de botar na cadeia mesmo. Se for provado que é ladrão tem botar na cadeia”, diz um dos entrevistados.



Formulário de Busca


2000-2014 globo.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade