Formulário de Busca

Muita paz e felicidades em 2008

seg, 31/12/07
por Décio Sá |
categoria Sem Categoria

É o que desejo a todos vocês que acompanham, elogiam e criticam a mim e ao blog.

Deu no Jornal do Brasil

seg, 31/12/07
por Décio Sá |
categoria Sem Categoria


McLuhan: morre o precursor da “aldeia global”

O teórico de comunicação social Herbert Marshall McLuhan foi encontrado morto, aos 69 anos, pelo filho Eric, em sua residência, em Toronto, no Canadá. Acometido por graves problemas de saúde nos últimos anos, inclusive uma trombose que lhe paralisou o lado direito e lhe fez perder a fala, McLuhan foi obrigado a aposentar-se depois que fechou o Centro de Cultura e Tecnologia da Universidade de Toronto, onde fazia seus estudos e pesquisas. Morreu cinco meses depois, no ostracismo.

McLuhan, uma das principais influências intelectuais dos anos 60, revolucionou os padrões de ensino das escolas de comunicação dos Estados Unidos e da Europa com conceitos em que apontava para uma nova ordem social e política, a partir da comunicação simultânea e instantânea entre os habitantes de todos os pontos da Terra: a “aldeia global”. Ele disse em tom profético: “Com isso, as guerras, as linhas de montagem industrial, os dogmas políticos e a supremacia dos homens brancos serão coisas obsoletas”.

As teorias de McLuhan chegaram ao Brasil em 1969, quando aqui foi traduzida a obra Compreendendo os meios de comunicação, considerado um de seus trabalhos mais importantes. Amanhã: Em 1959, Triunfo da Revolução Cubana.

Polêmica

Audacioso e tantas vezes criticado, McLuhan foi chamado de sonhador a louco, conforme o impacto que suas idéias suscitavam. Tornou-se requisitado no mundo empresarial e no meio publicitário, devido às suas teorias sobre as potencialidades da mídia, transformadas pelas então novas tecnologias e pela cultura popular.

Em suas entrevistas e nos artigos pagos a peso de ouro, ditava conceitos sobre sexo, moral, esportes, abismo das gerações, negócios e meios de comunicação.

Passou a ser moda e porta-voz de uma época.

Adeus 2007!

seg, 31/12/07
por Décio Sá |
categoria Sem Categoria


Uma avaliação do secretariado de Jackson

Completou um ano do “Governo da Libertação”. É hora de analisarmos quem fez e quem não fez no governo. As notas vão de 0 a 10.

Casa Civil

É um dos pontos mais negativos do governo Jackson Lago. Centralizador, Aderson Lago, primo do governador, não consegue dar ritmo à administração. Está mais preocupado em sua volta ao Legislativo. Ultimamente tem passado a maior parte do tempo trabalhando a candidatura de Edivaldo Holanda (PTC) para a presidência da Assembléia e do ex-governador José Reinaldo (PSB) à Prefeitura de São Luís. Nota: 4.

Chefia de Gabinete

É o órgão cujo titular, ex-deputado Luiz Pedro, tem como missão abrir, fechar porta e dar acesso ao gabinete do governador. Tenta fazer a mulher prefeita de Pirapemas, ao mesmo tempo em que usa o cargo para tentar voltar à Assembléia. Nota: 5

Assessoria Especial

Se a chefe da assessoria, Teresa Pflueger, fez alguma coisa, avisem-me. Nota: 3

Assessoria de Programas Especiais

Órgão comandado pelo ex-presidente da Valec Luiz Raimundo Azevedo. Programas especiais nesse governo? Onde? Nota: 3

Articulação Política

A exemplo de Aderson Lago, Wilson Carvalho anda mais preocupado com sua carreira política. Passa o dia conspirando contra o prefeito de Cururupu, José Francisco Pestana (PDT). Inelegível por ter contas rejeitadas pelo TCU, quer porque quer emplacar a mulher no lugar de Pestana. Passou o ano brigando com os adjuntos. A única ação de “destaque” em 2007 foi deixar o estado em plena crise do caso Bertin para assistir a final da Taça Guanabara, entre Flamengo e Madureira, em companhia do prefeito de Bacuri, Washington Oliveira. Vascaíno roxo, foi “secar” o Mengão mas acabou se dando mal porque o Rubro-Negro foi campeão do torneio. Nota: 3.

Casa Militar

O coronel Francisco Melo deixou em parte o órgão para comandar a complicada segurança da capital. Por enquanto, continua tentando. Nota: 6

Comunicação

O secretário Zeca Pinheiro passou o ano brigando com Aderson Lago para transformar a então assessoria em secretaria e no final conseguiu. Nota: 6

Articulação com Órgãos Nacionais e Internacionais

Alexandra Tavares está com a vida que pediu a Deus: viajando e pirando. Nota: 2

Representação Institucional do Distrito Federal

A exemplo da pasta de Alexandra, pouco fez. Comandada por Wagner Lago, não conseguiu sequer tirar uma passaporte diplomático para o irmão governador. Nota: 2

Articulação com os Municípios

Só depois que este blog denunciou é que a pasta passou a constar da lista de secretarias no site do governo. Foi criada para esvaziar a Casa Civil e a Articulação Política. Se acabar, a exemplo de outras secretarias, não fazer falta alguma. Vocês lembram o nome do titular? Ele mesmo: Carlos Braide. Nota: 3.

Iguadade Racial

De igualdade racial só tem o nome. O que prevalece na pasta são os negros. A secretaria é uma espécie de gueto onde Jackson Lago alojou os afro-americanos que apoiaram sua candidatura. Pelo menos tentou fazer alguma coisa: agendou alguns encontros do governador com a secretária de Igualdade Racial, Matilde Ribeiro. Nota: 5

Desenvolvimento do Sul do Maranhão

Cabidão do governo com 13 secretários-adjuntos. O titular é um tal de Fernando Antunes, goiano que preside o Comitê Pró-Maranhão do Sul. Só no Maranhão mesmo! Nota: 2

Minas e Energia

Como todas as secretarias extraordiárias, é mais uma pasta que só serve para dar “boquinha” pro pessoal do PT. Ação: nehuma. Nota: 4

Juventude

Weverton Rocha passou o ano sem fazer nada. Como prêmio deve virar titular das Secretarias de Esportes e Juventude, que devem ser fundidas. Nota: 4

Direitos Humanos

Depois da morte de Bertin, Gerô e Ita Alves, os dois primeiros com participação da própria polícia, o secretário Sálvio Dino Júnior já deveria ter pedido demissão. Ex-secretário de Justiça do governo José Reinaldo, ele criticou o fato de mulheres e homens ficarem alojados nas mesmas cela. Ou seja, criticou ele mesmo. Nota: 3

Defensoria Pública

A chefe do órgão, Ana Flávia Vidigal, brigou e conseguiu autonomia financeira para o órgão. Em 2008 parece que vai. Nota: 7

Contralodoria Geral do Estado

O controlador-geral do Estado, Alberto de Sousa Rocha Júnior, assistiu passivamente o festival de irregularidades com gastos e contratos do governo. Nota: 2

Corregedoria Geral do Estado

A corregedora Néa Bello de Sá chegou ameaçar deixar o governo com a prisão do irmão, Ney Bello, na Operação Navalha. Está na mesma situação do colega da Controladoria. Nota: 2

Procuradoria Geral do Estado

Professor de Direito Constitucional, José Cláudio Pavão Santana não ganhou uma em Brasília. Também pudera. Os auxiliares do governo fizeram as maiores aberrações com nossa Carta Magna. Nota: 4

Planejamento

Governador de fato, Aziz Santos passou perto de levar uma navalhada da PF. O que salva é seu jeitão tanquilo, zen e amigo dos amigos. Nota: 6

Administração

Enfermeira, Helena Castro ainda não se encontrou no órgão e na administração estadual. Nota: 3

Fazenda

O secretário José Azzolini comemora sucessivos aumentos de arrecadação. Também pudera. Aumentando alíquota de tudo quanto é produto até eu. Nota: 4.

Segurança

Com essa política de segurança cidadã, Eurídice Vidigal daria uma ótima auxiliar no governo do Paquistão. Nota: 3

Comando da PM

O coronel Pinheiro Filho passou o ano pedindo demissão e dizendo que a chefe Eurídice não tem condição de comandar a Secretaria de Segurança. Pelo menos teve coragem de mostrar a verdade ao governador. Com uma tropa reduzida e sem condições materiais, não teve muito que fazer contra a bandidagem. Nota: 6.

Saúde

Comprando botox superfaturado, a gente pode considerar Edmundo Gomes um secretário cara dura. Nota: 4

Educação

A educação do governo anda tão boa que 2007 foi marcado por greves e o ano letivo só deve acabar em março. O secretário Lourenço Vieira da Silva ainda foi acusado de comprar livros de fundo de quintal superfaturados. Nota: 3.

Desenvolvimento Social

A secretária Margarete Cutrim foi a que fez a maior festa durante a posse no Palácio Henrique de La Rocque. Levou até torcida organizada. Ainda não mostrou a que veio. Nota: 3

Indústria e Comércio

Antes do acidente, o secretário Júlio Norona viu vários investimentos programados para o Maranhão, como a siderúrgica da Vale, ir parar em outros estados. Nota: 4.

Ciência e Tecnologia

Se o secretário Othon Bastos fez alguma coisa, não tomei conhecimento. Nota: 3

Cultura

O secretário Joãozinho Ribeiro conseguiu acabar com o São João e o Carnaval. Entre outras denúncias, está sendo acusado até de pagar eventos fantasmas. Nota: 3.

Turismo

O secretário João Martins Neto foi apontado em enquete do blog como pior auxiliar do governo. Eu discordo: tem muita gente para dividir esse troféu com ele. Nota: 3

Agricultura

Taí um nome para dividir esse troféu com João Martins: Domingos Paz. Totalmente perdido numa secretaria que não funciona, só entende mesmo de roça no toco. Nota: 3

Meio Ambiente

A única ação de repercussão promovida pelo secretário e empresário do mundo das calcinhas, Othelino Neto, foi tentar acabar com o Marafolia. Nota: 3

Cidades e Infra-Estrutura

É para onde estão correndo prefeitos e políticos. Apesar das loucuras de Telma Pinheiro, como transformar o órgão num grande big brother, é por lá que o governo tenta mostrar serviço – até porque não tem outro jeito. Nota: 6

Trabalho e Economia Solidária

Das secretarias nas mãos do PT, ao lado das Minas e Energia, tem pouca resolutividade. É comandada pela ex-deputada Teresinha Fernandes. Nota: 4.

Mulher

Só se ouviu falar da pasta na Semana da Mulher. Para quem não sabe a secretária é Lourdes Rocha. Nota: 2.

Caema

O órgão comandado pelo ex-deputado Rubem Brito continua fazendo água. Nota: 4

Porto do Itaqui

Com a prática de nepotismo, contratatos superfaturados, perseguições de toda ordem, o tucano João Castelo quase leva o porto para o Boqueirão. Nota: 3

Detran

O presidente do órgão Fernando Palácio passou perto de ser rebocado pela PF na Operação Rodin, que levou 14 para cadeira no Rio Grande do Sul. Conseguiu acabar com um dos poucos órgãos que ainda funcionavam no governo José Reinaldo. Nota: 2

Maranhão Novo

seg, 31/12/07
por Décio Sá |
categoria Sem Categoria


Bandidos levam carro de filho de músico

Bandidos tomaram de assalto por volta das 13h deste domingo (30) um Palio do filho do músico Celson Mendes. O crime aconteceu quando o rapaz entrava em sua residência no . Os moradores do bairro andam apavorados com a onda de assaltos na região.

Na madrugada de sábado, o alvo foi a lanchonete Fênix. Três ladrões armados chegaram ao local, deram alguns tiros e roubaram os clientes. Na saída, ainda levaram um carro tomado de assalto ali mesmo.

Um homem tentou perseguir os bandidos, mas bateu o carro no retorno do Parque Atlântico.

Secretária de Segurança é demitida… no Pará

dom, 30/12/07
por Décio Sá |
categoria Sem Categoria

Belém - A governadora do Pará, Ana Júlia Carepa (PT), exonerou na sexta-feira a secretária de Segurança Pública do estado, Vera Lúcia Tavares, e anunciou o nome do novo responsável pela pasta.

A saída de Vera Lúcia acontece cerca de dois meses depois do caso da menor de 15 anos que ficou presa em uma cela com 20 homens na cadeia de Abaetetuba, no interior do estado.

O fato revelou a falta de estrutura das cadeias do estado. Corregedoria da Polícia Civil investiga a participação dos delegados e policiais na prisão da jovem em uma cela masculina. O superintendente regional do Departamento de Polícia Federal no Pará, Geraldo Araújo, vai substituir Vera Tavares no cargo.

A prisão da menina já forçou Ana Júlia a exonerar o delegado-geral da Polícia Civil paraense, Raimundo Benassuly. Em audiência na Câmara, ele afirmou que a menina deveria ter algum “debilidade mental” por não ter revelado ser menor de idade antes de ser presa.

Leia mais aqui.

You Tube: um vídeo incrível

sáb, 29/12/07
por Décio Sá |
categoria Sem Categoria

O site You Tube divulgou os vídeos mais acessados de 2007. Em termos de número bruto de visitantes, uma combinação improvável de produção amadora, paciência e oportunismo fez de um vídeo de oito minutos chamado “Batalha em Kruger” uma atração que já gerou 22,1 milhões de visitas no site.

O vídeo capturava uma batalha entre um rebanho de búfalos, um grupo de leões e um crocodilo, tendo por objeto um pequeno filhote de búfalo.

O clipe, filmado por Jason Schlosberg durante um safári no Parque Nacional Kruger, na África do Sul, foi exibido pela rede de TV ABC e ganhou reportagem na revista Time. Schlosberg vai lançar um documentário no National Geographic Channel, em 2008, tendo seu vídeo original como base.

Se o seu computador é de baixa velocidade e o vídeo demora para baixar, tenha paciência. Depois reveja que ele roda sem intervalos. Vale a pena assistir.

Leia mais aqui.

Prefeitura de São Luís

sáb, 29/12/07
por Décio Sá |
categoria Sem Categoria


Jackson diz que não se envolverá na eleição

*Em coletiva, governador foge de pergunta sobre aumento da violência
*Pedetista confirma a fusão das secretarias de Juventude e Esportes

O governador Jackson Lago (PDT) disse no final da manhã deste sábado (29), durante entrevista coletiva, que não se envolverá na eleição municipal. Declarou que vai atuar como “magistrado” por causa do interesse de muitos aliados na eleição.

O pedetista afirmou que terá dois problemas no caso de uma disputa no segundo turno entre candidatos de partidos que dão apoio ao governo: definir seu voto pessoal e de um possível apoio a um dos dois.

O governador declarou que sabe que será cobrado a apoiar um candidato do partido pela militância do PDT. As afirmativas do pedetista são uma ducha de água fria na pretensa candidatura de João Castelo (PSDB). Sem o apoio de Tadeu e Jackson, dificilmente ele entrará na briga pela .

A entrevista, decidida pelo governador de última hora, foi um verdadeiro fiasco. Das cinco emissoras de rádio AM que apóiam a administração estadual, só duas marcaram presença: “Educadora” e “São Luís”. Nem a “Timbira” apareceu. Em post abaixo, eu havia citado o radialista Raimundo Filho como membro da emissora oficial do governo, mas ele estavá lá como colunista do jornal “A Tarde”. A informação já foi corrigida.

Dos oito jornais governistas, apenas três deram a cara: “O Imparcial”, “Jornal Pequeno” e “A Tarde”. Das seis emissoras de televisão, só uma foi: “Difusora”. Durante sua falação, o pedetista disse que estava muito satisfeito com as ações do primeiro ano de seu governo.

Questionado sobre o aumento da violência – este ano foram registradas cem mortes a mais que 2006, segundo o coronel Francisco Melo – Jackson se enrolou todo, principalmente quando foi citada a morte do empresário Tadeu Serra, dono do Culinária Árabe (Ponta do Farol) . Ele foi assassinado ontem à noite por bandidos que assaltaram o restaurante.

O governador passou a enrolar os jornalistas com o manjado discurso sobre segurança cidadã e evitou entrar no questionamento feito pelo repórter.

Ele, porém, confirmou a fusão das secretarias de Juventude e Esporte. O provável titular da pasta deve ser Weverton Rocha (Juventude). “Foi uma experiência que deu certo em São Paulo”, argumentou Jackson Lago.

Nota: Texto alterado às 20h45 para acréscimo de informação.

Deu na Veja

sáb, 29/12/07
por Décio Sá |
categoria Sem Categoria


Lula recorre a Sarney

Convencido de que precisa recompor-se no Senado – em frangalhos depois do tombo de Renan Calheiros e da derrota da CPMF –, Lula escolheu o centro da reconstrução da base. Será José Sarney. Essa é a chave para entender as mudanças que ocorrerão no governo entre a segunda semana de janeiro e o fim do recesso do Legislativo.

Da nomeação do maranhense Edison Lobão para o Ministério de Minas e Energia à indicação do futuro presidente da Eletrobrás e de diversos outros postos, o rio correrá para o ex-presidente. Sarney, como se vê, perdeu o poder no Maranhão, mas continua reinando em Brasília.

(com informações da coluna Radar/Veja).

Mico no Palácio dos Leões

sáb, 29/12/07
por Décio Sá |
categoria Sem Categoria


Jackson corre atrás de repórteres para entrevista

O governador Jackson Lago (PDT) programou para às 10h deste sábado (29) uma entrevista coletiva no Palácio dos Leões onde faria um balanço de sua administração. Como sempre, só convidou repórteres aliados, que não vão lhe encher o saco com perguntas inoportunas.

Acontece que até agora há pouco (11h) só apareceram por lá Rogério Silva (Rádio São Luís), Tony Castro (Educadora), que foi o primeiro a chegar. Como viu que suas declarações não teriam repercussão alguma, o jeito foi acionar a assessoria para chamar mais gente.

São os próprios repórteres que estão se encarregando de chamar os colegas para fazer número na entrevista. Eu, evidentemente, não fui convidado para a tal coletiva.

Marcar entrevista para um sábado, 10h da manhã, véspera de Ano Novo, só mesmo na cabeça do pessoal do PDT.

Edinho Lobão assumirá sim vaga do pai no Senado

Engana-se quem pensa que em algum momento passou pela cabeça do empresário Edinho Lobão (DEM) não assumir a vaga do pai caso ele vire ministro das Minas e Energia.

Versão recorrente que circula nos meios políticos dá conta que o primeiro suplente não assumiria porque é filiado ao DEM, partido que faz cerrada oposição a Lula. Nessa versão, quem assumiria a vaga de Lobão seria o segundo suplente Remi Ribeiro, presidente em exercício do PMDB.

O que ocorre na verdade é de um certo temor de que a ascensão de Edinho poderia desencadear, por parte da chamada grande imprensa, algumas notícias não-positivas (vamos dizer assim) contra o empresário, podendo atingir até o pai.

Edinho, no entanto, já revelou a vários interlocutores que não tem nada a temer e está tranquilo para ocupar a vaga de senador. Portanto, quem estiver apostando no contrário vai perder a aposta.

Nota: texto alterado às 16h25 para correção de informação.

A educação na era Zé Reinaldo/Jackson Lago

sáb, 29/12/07
por Décio Sá |
categoria Maranhão

Tá vendo essa casinha de taipa e essas crianças no terreiro, felizes, na hora do recreio? Pois tudo isso aí não é nada disso que você imaginou. Na realidade trata-se de uma escola “construída” no povoado de Soledade, em Serrano do Maranhão, pela bagatela de R$ 150 mil. Quem sabe uma dessas 92 dadas pelo atual governador Jackson Lago (PDT) como INAUGURADAS pelo seu produtivo governo.

As fotografias, feitas no dia 09/11/2007, foram enviadas ao blog há duas semanas pelos vereadores José Carlos Pimenta Garcia e Leila Maria Pinto de Castro; pela integrante do Sindicato dos Funcionários Públicos, Ana Vilma Santos Diniz, e pelo representante do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Walter Lima Pinto, todos de Serrano do Maranhão. A história da “construção” dessa escola é a que se segue.

Em 29/06/2006, último dia de prazo para desaguar aqueles convênios eleitoreiros, destinados à formação de caixa para a eleição que se aproximava, o então governador José Reinaldo (PSB) firmou repasse (convênio 372/2006, Diário Oficial de 29/06/2006) de R$ 150 mil com o prefeito de Serrano do Maranhão, Leocádio Olímpio Rodrigues, para a construção de uma escola no povoado Soledade, com duas salas de aula, num prazo de seis meses.

Passados 18 meses (três vezes o prazo para a execução da obra), o máximo que conseguiram foi colocar um monte de tijolos à sombra da casinha de taipa (observe na primeira foto), mas no papel a escola está feita, assim como inúmeras outras obras, que, somadas, vão além dos R$ 4 milhões, lá mesmo em Serrano, todas reveladas pelas fotografias que nem a escolinha do povoado Soledade. Completam a obra de Soledade, os WC”masculino e feminino, feitos em conformidade com o padrão de aplicação do dinheiro público que essa gente adotou para libertar o Maranhão.

Na foto acima as duas latrinas”e abaixo a indicação de qual delas é do sexo masculino (a gente sabe porque o sapeca do aluno não optou pelo modo PRIVACIDADE, deixando de utilizar a palha que serviria como porta).



Formulário de Busca


2000-2014 globo.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade