Formulário de Busca

Crea desmente Weverton Rocha

sex, 22/01/10
por Décio Sá |
categoria Polícia

Portelada 220110O presidente do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Maranhão (Crea-MA), Raymundo Portelada (foto), negou ontem, em nota, que o órgão tenha dado laudo para demolição do Ginásio Costa Rodrigues.De acordo com o engenheiro, o laudo assinado pelos engenheiros Antônio José Xavier e Francisco José Albuquerque foi para interdição e posterior recuperação do ginásio, e não para demolição.”Portanto, a decisão tomada pelo ex-secretário Weverton Rocha foi à revelia do parecer técnico emitido pelo Crea”, afirmou.

O Costa Rodrigues foi derrubado no fim de 2008 por decisão do então secretário de Esporte e Juventude, Weverton Rocha. Para justificar sua decisão, ele sempre alegou ter seguido laudo técnico do conselho. Rocha pagou mais de R$ 5 milhões na obra do ginásio, que nunca foi reconstruído. Por conta disso, a polícia pediu sua prisão preventiva, em inquérito encaminhado à Justiça.

Segundo Portelada, o Crea, sejam quais foram as circunstâncias, não emite laudos técnicos favorecendo quem quer que seja interessado em investir no Estado. De acordo com ele, o Crea não permitirá jamais que pessoas inescrupulosas usem o nome da instituição para alcançar seus objetivos.

O relatório do Crea foi emitido em 22 de julho de 2008. Mais de três meses depois, em 30 de outubro, é que Weverton solicitou os serviços da obra do ginásio. A Ordem de Serviço só foi emitida 159 dias depois do relatório técnico, em 2 de janeiro de 2009.

Para a Comissão de Investigação de Crimes Contra o Erário Estadual (CICCEE), estas datas provam que a demolição do ginásio, sob alegação de emergência, foi criminosa, uma vez que, entre o laudo do Crea e a Ordem de Serviço, transcorreu mais de cinco meses, tempo suficiente para realização de licitação.

(O Estado do Maranhão).

9 Comentários para “Crea desmente Weverton Rocha”

  1. 1
    tosquini:

    vem cá… onde foi que acharam esse elemento, esse tal de werton rocha??? sei lá, porque um cara com aquela cara, com esse jeito dele (de bandido) não pode mesmo ser flor que se cheire, será que ninguém percebeu que esse rapaz ía correr a mão na primeira oportunidade de se dar bem??? Mas eu até entendendo ele.. um cara que nunca teve muita coisa, nunca teve muita oportunidade, quando tem a oportunidade, claro, cresceu o olho e levou o que pôde, só que no caso dele deu na cara demais!!!
    olha, só pra lembrar… pior que ele é o homem que tinha a “chave do cofre” do governo de Jack.

  2. 2
    o amigo da onça:

    Entre Portelada e Weverto existem muito mais semelhanças do que diferença, uma das semelhanças é o caráter dos dois.
    O CREA com frequência emite pareceres NÃO SOLICITADOS por orgãos públicos sugerindo intervenções técnicas, ora, o CREA Não tem COMPETENCIA para tal, e, da mesma forma como a OAB , mete-se em assuntos alheios as suas devidas competencias regimentais.
    No caso do CREA a coisa é pior, bem pior, pois TODO MUNDO sabe que os relatórios e pareceres do CREA “sugerindo” intervenções em instalações públicas como pontes, estradas, barragens, ginásios esportivos e o escambau, eram encomendadas por Empreiteiros que, através de “acertos” entre os agentes públicos (Secretários de Estado) , as “obras de emergencia” eram contratadas por emergência, é claro, por preços estratosféricos, garantindo portanto os “mimo$” aos agentes públicos ao Sr Portelada, afinal, indigitado cidadão não é de ferro e também é filho de Deus.
    Essa grande armação, ocorrida princpipalmente na era Jakson, encheu as burras de Empreiteiros, Secretários Eestaduais ( Weverton, Aziz, Jakson, Telma Pinheiro, etc.) e por tabela, de Portelada também.
    Portelada, um Tecnico de Nivel Médio, apresenta-se como Engenheiro, num flagrante caso de falsidade ideológica, com certeza é alma e caráter gemeo do Weverton.

  3. 3
    GRILO FALANTE:

    DEÇA

    O PORTELADA DEVE SER UMA PESSOA INFELIZ !
    AFINAL A VIDA DELE É UM DESFILE DE ESCANDALOS: ´1- emitiu laudos falsos para a secretaria de saude , e é objeto de ação penal que tramita na oitava vara criminal ; 2- emitiu laudos das recentes estradas fantasmas (objeto de ampla materia no jornal VEJA HOJE de Ricardo Murad); 3- é suspeito de usar o CREA-MA, para emitir laudos condenatórios de vários prédios publicos sem nenhum estribo legal da lei 5.194/66; 3- tomou posse no CREA-MA depois de uma reeleição manipulada. Seu adversario lesado, Aluisio Montalverne, ainda reclama na justiça federal !
    Outro dia, soube que ele afirmara, num frequentado restaurante da capital, que era a “pessoa de confiança” do FLAVIO DINO ! E que na hora que Flavio assumisse a Prefeitura ele iria ser o novo secretario da SEMOSP , no lugar de Claudio Carvalho, e que iria tomar um grogue quando demitissse um tal de Ricardo Medeiros ! Disse também que os cursos de engenharia do UNDB eram de péssima qualidade e que não trocava seu curso “sobralense” de “quase-engenharia” por um curso de engenharia do Dom Bosco !
    O pior de tudo é que corre à boca-pequena que o Portelada vai ser candidato a deputado , bancado por Flavio Dino ! Será que Portelada vai ser eleito ?

  4. 4
    GRILO FALANTE:

    CORRIGINDO …

    QUERO DIZER, DECIO

  5. 5
    GRILO FALANTE:

    CARO DECIO,

    DESCOBRI QUE O PORTELADA FALIU O CREA-MA ! PORTELADA PEDE EMPRESTIMO DE R$ 700.000 (setecentos mil reais) AO CONFEA PARA PODER SALDAR SUAS DIVIDAS COM O PROPRIO CONFEA! ELE ALEGA QUE O ESTADO DO MA PASSA POR UMA TREMENDA CRISE FINANCEIRA (HA HA HA HA ) !

    SE VC NÃO ACREDITA, LEIA O DOC ABAIXO (disponivel no sitio do CONFEA- Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia) :

    Ref. SESSÃO: Plenária Ordinária 1.365
    Decisão Nº: PL-1892/2009
    Referência:PT CF-3819/2009, CF-3948/2009 e CF-3969/2009
    Interessado: Crea-RR, Crea-MA e Crea-AP

    Ementa: Concede empréstimo financeiro ao Crea-RR, ao Crea-MA e ao Crea-AP e determina ao mesmos que efetuem, imediatamente após o repasse dos valores pelo Confea, o pagamento de seus débitos junto ao Federal na integralidade.
    O Plenário do Confea, reunido em Brasília no período de 18 a 20 de novembro de 2009, apreciando a Deliberação nº 276/2009 – CCSS, relativa à matéria em epígrafe, que trata de solicitação do Crea Roraima, Maranhão e Amapá de auxílio financeiro, e considerando que o Crea-RR, através do protocolo CF-3819/2009, datado de 5 de novembro de 2009, solicitou empréstimo financeiro no valor de R$ 240.000,00 (duzentos e quarenta mil reais); considerando que a atual gestão do Crea-RR justifica a solicitação na razão de ter herdado débitos da gestão anterior, tendo, inclusive, tomado providências no sentido de equilibrar as suas despesas; considerando que, conforme informação do Crea-RR, o mesmo vem encontrando, desde o mês de agosto de 2009, dificuldades para efetuar o pagamento de seus funcionários e recolher os respectivos encargos sociais; considerando que o Crea-MA, através do protocolo CF-3948/2009, datado de 17 de novembro de 2009, também solicitou junto ao Confea, um empréstimo financeiro no valor de R$ 700.000,00 (setecentos mil reais); considerando que o Crea-MA justifica a sua solicitação no fato da crise financeira que se instaurou no estado do Maranhão, o que levou na queda de sua arrecadação; considerando que o Crea-MA informa que já tomou providências no sentido de reduzir as suas despesas, rescindidos contratos, suspendendo contratações de estagiários e terceirizados, não participando da 65ª SOEAA, suspendendo o apoio financeiro às entidade de classe e reduzindo o números de linhas de celulares coorporativas; considerando que o Crea-AP, através do protocolo CF-3969/2009, datado de 18 de novembro de 2009, solicitou empréstimo financeiro no valor de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais), com o objetivo de quitar os débitos que possui com o Confea e com a Mútua, visando o levantamento do seu estado de inadimplência; considerando que, segundo Informação n.º 220/2009 – GFI, o débito do Crea-AP para o Confea monta o total de R$ 233.834,67 (duzentos e trinta e três mil, oitocentos e trinta e quatro reais e sessenta e sete centavos); considerando, ainda, que o débito do Crea-MA com a Confea soma R$ 395.632,28 (trezentos e noventa e cinco mil, seiscentos e trinta e dois reais e vinte e oito centavos); considerando o débito do Crea-RR com o Confea monta R$ 328.268,94 (trezentos e vinte e oito mil, duzentos e sessenta e oito reais e noventa e quatro centavos), DECIDIU: 1) A concessão de empréstimo financeiro ao Crea- RR no valor de R$ 570.000,00 (quinhentos e setenta mil reais), ao Crea-MA no valor de R$ 700.000,00 (setecentos mil reais) e ao Crea-AP no valor de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais). 2) Determinar que os Creas supra efetuem, imediatamente após o repasse dos valores pelo Confea, o pagamento de seus débitos junto ao Confea na integralidade. 3) Conceder carência para pagamento dos empréstimos até o dia 31 de maio de 2010, devendo a primeira parcela ser paga no mês de junho de 2010. 4) Conceder o prazo de 18 (dezoito) meses para pagamento do empréstimo, vencendo-se a primeira parcela no mês de junho 2010. 5) Determinar que, em caso de atraso no pagamento de uma das parcelas devidas, o restante da dívida terá vencimento antecipado e imediato. 6) Determinar aos Regionais a redução de suas despesas, visando manter o seu equilíbrio financeiro, o que deverá ser acompanhado pela Auditoria do Sistema do Confea – AUDI mensalmente e informar à CCSS. Presidiu a sessão o Engenheiro Civil MARCOS TÚLIO DE MELO. Votaram favoravelmente os senhores Conselheiros Federais ASSURBANIPAL BARBARY DE MESQUITA, ETELVINO DE OLIVEIRA FREITAS, FRANCISCO XAVIER RIBEIRO DO VALE, GRACIO PAULO PESSOA SERRA, JOSE CLEMERSON SANTOS BATISTA, JOSE LUIZ MOTA MENEZES, JOSÉ ROBERTO GERALDINE JÚNIOR, JOSÉ ROBERTO MEDEIROS SILVA, LINO GILBERTO DA SILVA, MARIA LUIZA POCI PINTO, ORLANDO CAVALCANTI GOMES FILHO e PETRUCIO CORREIA FERRO. Abstiveram-se de votar os senhores Conselheiros Federais ANGELA CANABRAVA BUCHMANN, IDALINO SERRA HORTÊNCIO e ISACARIAS CARLOS REBOUÇAS.

    Cientifique-se e cumpra-se.

    Brasília, 20 de novembro de 2009.

    Eng. Civ. Marcos Túlio de Melo
    Presidente

  6. 6
    O IMPOSTOR:

    Esse Portelada fica é conversando besteira todo dia no cachorro quente do companheiro ali na Praça João Lisboa, além de ficar falando mal dos politicos do Maranhão inclusive de Castelo e Roseana kkkkkkkkkkk axo que ele quer ficar no lugar deles e nao pode hehehhe…Vamos trabalhar portelada senão o jacaré te come!!!

  7. 7
    Joaquim:

    Realmente,o que o “amigo da onça”,falou tá certíssimo.Quanto aos pareceres do CREA,com ingerencia no poder público.Conheço esse rapaz há;ele fez o curso ´técnico” de Engenharia operacional,em Sobral no Ceará,há uns 30 anos.Nada contra técnicos,mas “Engenheiro” ele não é.podem consultar o site do MEC.Ainda mais há 30 anos atrás.Só dá oportunista…eeeta paízinho

  8. 8
    otavio:

    MAIS UM INDICIO DE QUE ESSE WEVERTON FRAUDOU MESMO ESSE PROCESSO! AGORA O MINISTERIO PUBLICO TEM QUE FICAR ATENTO NO ACOMPANHAMENTO DESSE CASO E ESSA INFORMAÇÃO E UM DADO NOVO A SER CONSIDERADO! NAO E POSSIVEL QUE O INQUERITO POLICIAL NÃO SUGIRA A PRISSAO DESSE RAPAZ! A NAO SER QUE O DELEGADO JA ESTEJA NO ESQUEMA.

  9. 9
    joao:

    esta turminha ta doida pra voltar ao poder sabe aquela historia de quem nunca comeu mel se lambusa pois esta turma e o exemplo disto

Comentar

deixe seu comentário



Formulário de Busca


2000-2014 globo.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade