Formulário de Busca

Maranhão recorre a chuva artificial para conter seca

sáb, 20/03/10
por Décio Sá |
categoria Cidades

De O Globo e Jornal Nacional:

São Paulo – As cidades de Brejo, Anapurus e Chapadinha, no Maranhão, assim como tantas outras da região Nordeste do país, enfrentam as agruras da seca nesta época do ano. Lavouras secam, e a água escasseia para a população e o gado. Mas este ano há uma novidade nos céus destas três cidades que promete mudar um pouco este panorama. Um avião bimotor está cruzando os ares destes municípios maranhenses à caça de nuvens do tipo cumulus, aquelas que se assemelham a uma couve-flor. O objetivo é produzir ‘chuva artificial’ usando uma tecnologia nova, desenvolvida no país, que usa apenas água para estimular as nuvens.

A ideia da chuva artificial partiu de um grupo de cerca de 20 produtores de soja e milho destas cidades. Sem água para a plantação, eles decidiram literalmente fazer chover. Descobriram no Brasil uma tecnologia que não utiliza produtos químicos, como o iodeto de prata e cloreto de sódio, para estimular as nuvens. O avião Piper Asteca decola com o piloto, um operador e cerca de 300 litros de água (clique ao lado e assista reportagem do Jornal Nacional).

Ao cruzar uma nuvem cumulus, com a ajuda de um borrifador, eles ‘semeiam’ gotículas de água na nuvem. Se a semeadura dá certo, a nuvem vai inchando, ganha volume e altitude, e o resultado é chuva. A ‘chuva artificial’ já começou a cair nestas cidades depois do voo desta semana.

- Semeamos as gotículas de água potável nas nuvens cumulus durante cerca de meia hora. Dependendo da altitude e do tipo de nuvem que atingimos, o resultado é chuva – explica o engenheiro Ricardo Imai, da empresa Modclima, que criou o método.

A estréia da chuva artificial aconteceu sobre áreas onde há rios que deságuam nas represas de São Paulo. Preocupada com a possibilidade de seca no início dos anos 2000, a Sabesp recorreu aos serviços da Modclima para fazer chover sobre essa área. Deu certo. A vantagem é não usar produtos químicos que poderiam poluir a água que a população consome. Na Bahia, a chuva artificial também já caiu sobre a barragem de Mirorós, na cidade de mesmo nome, no sertão da Bahia. Na Chapada Diamantina o método foi usado para prevenir incêndios em época de seca.

O voo do Piper Asteca dura cerca de uma hora e meia. Meia hora é gasta com a semeadura das nuvens. Em terra, são os próprios agricultores que orientam o piloto sobre a localização dos cumulus. Cerca de 15 a 20 minutos depois, o párabrisas do avião já começa a ficar molhado.

- A chuva é mais ou menos forte dependendo da nuvem. Algumas tem 2 quilômetros de diâmetro, outras têm seis quilômetros – explica Ricardo, que é filho do também engenheiro Takeshi Imai, o inventor da chuva artificial.

chuva artificialA lógica é que, alem de salvar a lavoura e aliviar a sede, a chuva artificial também umedeça o chão e crie condições de evaporação para que novas nuvens surjam no dia seguinte, iniciando um ciclo hidrológico.

- Nas cidades onde não há chuva por 40 dias ou até por meses não há umidade para que se inicie um ciclo hidrológico
- explica o engenheiro Imai.

Pode falhar? Sim, pode falhar.

- Às vezes, a nuvem já passou do ponto onde se quer a chuva. Ou ela nem ganha altitude. Ou está em processo de dissipação. Quando não há nuvens cumulus, nem decolamos – explica Imai.

A novidade já começou a atrair a atenção de países como Estados Unidos, França e Itália, onde os agricultores também viram na chuva artificial uma chance de salvar a colheita. No Brasil, onde a seca deixa estragos ano após ano, ela poderá aliviar um pouco o sofrimento da população.

3 Comentários para “Maranhão recorre a chuva artificial para conter seca”

  1. 1
    MLOUZEIRO:

    DE QUALQUER FORMA O GOVERNO ROSEANA QUER GANHAR DINDEIRO PARA FAZER CAMPANHA SE CHOVENDO ELA E SEU GRUPO INVENTA INCHENTE SE NO SOL ELES INVENTAM SECA QUE COISA FEIA VCS ESTÃO COM NEM DONOS DE FUNERARIAS AS ESPERA DA MISERIA DO POVO.

  2. 2
    blog du cuelho:

    Para obter Demissão Voluntária, Funcionário Público de Alto Alegre do Pindaré, precisou de uma Liminar da Justiça

    veja mais em blog du cuelho

  3. 3
    Bianca Lucena:

    Ótimo invento.

Comentar

deixe seu comentário



Formulário de Busca


2000-2014 globo.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade