Formulário de Busca

TSE indefere nova ação de radicais do PT-MA

qua, 30/06/10
por Décio Sá |
categoria Eleições

Brasília - O ministro Hamilton Carvalhido (foto) negou mais um pedido de filiados e dirigentes do Partido dos Trabalhadores (PT) no Maranhão para anular resolução do diretório nacional do PT, editada no último dia 11 de junho, que decidiu pela aliança entre o partido e o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) nas eleições majoritárias para o governo do estado em 2010, indicando a governadora Roseana Sarney como candidata à reeleição.

Ministro Hamilton Carvalhido negou novo pedido

Ministro Hamilton Carvalhido negou novo pedido

Conforme filiados e dirigentes do PT, a decisão questionada contraria entendimento já firmado em encontro partidário anterior realizado no estado, no qual participaram como delegados. Alegam que, na ocasião, foi aprovada coligação com o Partido Socialista Brasileiro (PSB) e o Partido Comunista do Brasil (PCdoB), tendo como candidato a governador o deputado federal Flávio Dino. No pedido, eles afirmam que o órgão nacional de direção do PT “resolveu ignorar deliberação da instância regional e aprovar uma coligação estadual majoritária”.

No último dia 21, o ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já havia negado pedido semelhante, por entender que os autores não demonstraram sua legitimidade ativa para impetrar mandado de segurança perante o TSE, além de não fazerem prova da existência do ato supostamente abusivo, pois não anexaram ao processo documento que comprovasse a atuação deles como delegados , nem cópia da resolução questionada.

Novo pedido

Ao negar o novo pedido, o ministro reiterou que os dirigentes não comprovaram sua legitimidade para ajuizar a ação. Além disso, para a concessão do mandado de segurança, os interessados deveriam demonstrar afronta a direito líquido e certo, por meio de prova inequívoca dos fatos, por meio de documentação idônea. No entanto, o ministro ressalta que o documento apresentado, referente ao Encontro Estadual do PT do Maranhão de Definição da tática Eleitoral para as Eleições 2010, não comprova a existência nem a validade da reunião.

(As informações são do TSE).

4 Comentários para “TSE indefere nova ação de radicais do PT-MA”

  1. 1
    Pedro:

    De novo erro de advogado?????! Muda de banca Flávio que as eleições estão chegando e com esse teu time de advogados tu não vais ganhar nada no TRE!

  2. 2
    Antonio Silva:

    GASTA MAIS UM $$$$$$,COM ADVOGADOS ESSA ALA RADICAL DO PT ALEM DE BURRA E IMCOPETENTE E ANALFABETO NEM MONTAR UMA AÇAO SABE.

  3. 3
    Maluco Beleza:

    De novo. Lembra que o Governo Jackson? Teve uma assessoria jurídica ruim e no que deu? Perdeu praticamente todas as grandes ações judiciais. Perdeu para os delegados, perdeu para os professores, perdeu para os defensores, perdeu no TSE, perdeu para o Marcos Lobo que conseguiu reaver o dinheiro dos tais convênios do “pacote de bondades”. Uma assessoria jurídica é importante para um bom Governo. Se essa turma do Dino já começou assim,não sei não.

  4. 4
    borges:

    ja estamos acostumado com essas decisões juridicas. que venham todos, o maranhão mais uma vez vai voltar ao povo.

Comentar

deixe seu comentário



Formulário de Busca


2000-2014 globo.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade