Formulário de Busca

Portal IG repercute matéria da Vale

sáb, 26/02/11
por Décio Sá |

Ganhou repercussão nacional a série de matérias do www.blogdodecio.com.br sobre a Vale. Primeiro foi ga coluna Cláudio Humberto, agora foi o portal IG, um dos maiores do país, que está trazendo a notícia. Vamos atualizar as informações aqui e no facebook porque o blog oficial continua com problemas:   

Vale investiga suposto esquema de propina de funcionários no Pará   

Por Marina Gazzoni, iG São Paulo:   

Um fornecedor da Vale está acusando os funcionários da companhia de praticar um suposto esquema de corrupção que levou ao fechamento da empresa. O sócio da WO Engenharia, Osmar Fonseca dos Santos, que prestava serviços para a companhia na Estrada de Ferro Carajás, em Marabá (PA), afirmou ao iG que funcionários da Vale e da Concremat, empresa contratada para fiscalizar a obra, descontavam 70% do valor dos serviços prestados para pressionar a companhia a pagar propina.   

WO Engenharia acusa funcionário da Vale de exigir propina da empresa

A Vale confirma que está investigando as acusações internamente. Segunda a empresa, nenhum funcionário foi demitido até o momento. A Concremat afirma que as acusações são falsas.  

O pagamento de serviços em obras, em geral, envolve um processo de medição, no qual um fiscal aprova a execução do contrato. Se a conclusão for de que o serviço não foi cumprido conforme o contratado, o pagamento pode ser reduzido.   

A acusação da WO Engenharia é de que funcionários da Vale e da Concremat reduziam a medição dos serviços da companhia, o que fazia com que ela recebesse menos, já que se recusava a pagar propina. “Nossa margem é apertada. Os funcionários são orientados a não ceder a essas pressões”, diz Santos.   

O empresário afirmou que vai processar a Vale e cobrar uma indenização por danos financeiros. Segundo ele, a companhia tinha 95% da sua receita vinculada a contratos com a Vale e teve um prejuízo de R$ 50 milhões provocado por supostas irregularidades nos pagamentos feitos à companhia. “Não conseguimos suportar os cortes que eles faziam nas nossas medições”, diz Santos. A companhia, que tem sede em São Luís (MA), funcionava há 21 anos, mas encerrou as atividades no fim de janeiro e demitiu 2.500 funcionários.   

Esse não é o primeiro desentendimento entre a WO e a Vale. Funcionários da WO bloquearam a Estrada de Ferro Carajás em 25 de janeiro para protestar por atrasos de salários. Na ocasião, a Vale emitiu um comunicado no qual afirmou que não deixou de honrar contratos com prestadores de serviços e que chegou a antecipar os pagamentos a fornecedores para que eles pudessem pagar seus funcionários.   

Troca de e-mails   

A principal prova que a WO Engenharia diz ter contra a Vale é um e-mail que teria partido do engenheiro Paolo Coelho, funcionário da unidade da Vale responsável pelas obras na ferrovia. Uma cópia desse e-mail, enviada pela WO ao iG, e supostamente destinada ao funcionário da Concremat Luciano Monte, continha as seguintes declarações: “Vamos botar para quebrar com a WO nesta medição, não pode passar de 30% do que eles te mandarem. (…) Não podemos jogar fora tudo que já arrecadamos com os outros, com o nosso salário não dá nem pra pegar ônibus.”   

O iG telefonou para Coelho, mas ele não atendeu a reportagem. A Concremat disse ao iG que o e-mail em questão é falso.

Reviravolta na Fecomércio: juiz manda confirmar votação da eleição que favorece oposição a Zé Arteiro

ter, 06/07/10
por Décio Sá |

A bruxa está solta para os empresários da cidade. Depois de Alessandro Martins (Euromar) agora é o presidente da Fecomércio (Federação do Comércio), José Arteiro da Silva (foto), que pode ter de dar adeus aos quase 30 anos de comando na entidade.

José Arteiro 110110Na sexta-feira, dia 1º, o juiz do Trabalho Carlos Gustavo Brito Castro (TRT-16ª Região), em sentença proferida em três processos, tornou sem efeito medidas tomadas por Arteiro que havia suspendido de participar de deliberações da entidade três sindicatos alinhados à oposição liderada pelo empresário Haroldo Cavalcante Júnior.

Já em sentenças tomadas nesta segunda-feira (5), relativas aos processos de nºs. 599/2010 e 0605/2010, o juiz confirmou sentença anterior e garantiu a participação desses sindicatos na chapa de oposição. Também declarou
nulas todas as alterações no Estatuto da Fecomércio ocorridas na Assembleia Geral Extraordinária do dia 22 de março de 2010. A assembleia foi  comandada por Arteiro.

Com isso, passou  a valer o estatuto anterior. O juiz determinou que seja convocada, em dez dias, nova Assembleia Geral Extraordinária para que os sindicatos aptos confirmem seus votos, isto é, os 17 sindicatos filiados com direitos adquiridos antes da mudança do estatuto, que havia sido anulado. 

Por conta disso será realizada uma reafirmação da eleição realizada em abril. Na oportunidade, a chapa de Haroldo Cavalcanti teve 9 votos contra 8 de Arteiro.

Carlos Castro fixou multa de R$ 2 milhões para o caso de não cumprimento da sentença por parte de Arteiro. Segundo a decisão do juiz, ele está exercendo irregularmente irregular a presidencia da federação.

Plano da Petrobras confirma investimentos no MA

seg, 21/06/10
por Décio Sá |

Da Folha.com e Valor Econômico:

São Paulo – A Petrobras anunciou nesta segunda-feira um plano de investimentos que deve aportar US$ 224 bilhões entre este ano e 2014, nas áreas de exploração e produção (54% do total), além de Refino, Transporte e Comercialização (30%). A maior parte do capital previsto (95%) deve ser aplicado no mercado doméstico.

O plano de negócios anterior (2009-2013) previa investimentos de US$ 186,6 bilhões. Houve um acréscimo de US$ 31 bilhões no segmento de novos projetos (com foco no segmento de exploração e produção), além de acertos em função de reajustes de custos e de alteração na participação societária.

Lula, Roseana, Lobão e Dilma durante lançamento da refinaria em Bacabeira

Lula, Roseana, Lobão e Dilma durante lançamento da refinaria em Bacabeira

O novo plano de negócios, aprovado hoje pelo Conselho de Administração da companhia, leva em conta uma meta de produção de 3,9 milhões de barris de petróleo/dia em 2014. Em 2009, o ritmo de produção foi de 1,9 milhão de barris/dia.

Somente a área de exploração e produção deve receber aportes na casa dos US$ 118,8 bilhões até 2014, um aumento de 14% em relação ao orçamento previsto no plano de negócios anterior.

“Os recursos serão destinados para garantir a descoberta e apropriação de reservas, a maximizar a recuperação de petróleo e gás nas concessões em produção, além de desenvolver a produção do pré-sal da Bacia de Santos e intensificar o esforço exploratório nas outras áreas do pré-sal em em novas fronteiras do Brasil e no exterior”, diz a diretoria da Petrobras, no comunicado oficial.

Pré-sal

Ainda de acordo com o comunicado, o incremento na produção será sustentado pela exploração das áreas tradicionais de exploração (“o pós-sal”), mas o plano também contempla a futura exploração das áreas do pré-sal, “que devem ter maior participação na curva de produção no período pós-2014″.

Para a exploração do pós-sal, a Petrobras prevê aportes de US$ 75,2 bilhões até 2014, sendo a maior parte (67%) para desenvolvimento da produção. Já no caso do pré-sal, os investimentos previstos são de US$ 33 bilhões – também nesse caso, o aumento da produção deve receber a maior parte (83%) dos recursos orçados.

Refino

O segmento de refino, transporte e comercialização vai receber investimentos de US$ 73,6 bilhões até 2014. Foi mantida a estratégia de expandir a capacidade de refino, buscando o equilíbrio com o crescimento da produção de petróleo da Petrobras, adequando o parque de refino para atender aos níveis de qualidade de produtos requeridos pelo mercado, afirma a companhia.

Além da ampliação de unidades existentes, estão previstas no plano a entrada em operação da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, das Refinarias Premium I (Maranhão) e a primeira fase do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), que teve seu projeto básico alterado com a inclusão de uma refinaria com capacidade de processar 165 mil barris de petróleo por dia, para produção, principalmente, de diesel.

Com esses investimentos, a Petrobras terá uma capacidade de refino de 2,260 milhões de barris por dia em 2014, um aumento de 23,4% em relação à capacidade atual, de 1,831 milhão de barris por dia. No mesmo período, a demanda de combustíveis deverá crescer 21,9%, passando dos atuais 1,933 milhão de barris para 2,356 milhões de barris.

Após 2014, estão previstas a segunda etapa do Comperj, com capacidade de 165 mil barris por dia para a produção de produtos petroquímicos básicos, e a refinaria Premium II (Ceará). Com isso, a Petrobras espera processar 3,2 milhões de barris em 2020, ante um consumo esperado de 2,8 milhões de barris.

Leia aqui a íntegra do plano de investimentos da Petrobras.

Pré-sal: o petróleo é nosso

qui, 10/06/10
por Décio Sá |

pré-sal senadoBrasília - Após mais de 11 horas de discussão, o Plenário aprovou, no início da madrugada desta quinta-feira (10), o substitutivo do senador Romero Jucá (PMDB-RR) ao projeto de lei do Executivo que cria o Fundo Social do Pré-Sal (PLC 7/10).

A matéria – que recebeu 38 votos favoráveis, 31 contrários e uma abstenção – retornará para analise da Câmara, uma vez que o texto aprovado também define que o regime de partilha será o modelo adotado na exploração do petróleo da camada pré-sal, que se estende no subsolo marinho que vai do litoral de Santa Catarina ao Espírito Santo.

Os parlamentares também aprovaram emenda do senador Pedro Simon (PMDB-RS) que distribui os royalties do petróleo entre todos os estados e municípios, estabelecendo que a União compensará os estados produtores – Rio de Janeiro e Espírito Santo – pela perda de recursos. A emenda de Simon foi aprovada por 41 votos favoráveis e 28 contrários. O relator da matéria e líder do governo, Romero Jucá, afirmou, durante o debate do projeto, que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deverá vetar essa determinação.

Também foi aprovada emenda resultante de acordo entre os senadores destinando 50% dos recursos do Fundo Social para a educação pública superior e básica. A emenda determina ainda que, do total, 80% dos recursos precisam ser aplicados na educação básica. Leia mais aqui.

Venda da Euromar custará R$ 30 milhões

seg, 24/05/10
por Décio Sá |

Alessandro Martins 240510É de R$ 30 milhões o preço que o empresário Alessandro Martins (foto) está pedindo pela Euromar, única revendedora Volkswagen em São Luís.

Desde o início do ano ele vem negociando, junto com a multinacional alemã, a venda da bandeira para os empresários Salomão Acolumbre, do Amapá, e Pedro Schwambach, de Pernambuco.

Dono de cerca de 70 revendoras no país, Schwambach é proprietário no Maranhão da Tama (Toyota), Rivoli (Peugeot) e Mercedes Caminhões.

Pelo que está sendo acordado, a Euromar seria divida em duas. Ou seja, a Volkswagem vai ter, se a compra for fechada mesmo, duas revendedoras no Estado. Para o fechamento do negócio, só falta Acolumbre e Schwambach pagarem os R$ 30 milhões.

Alessandro não deixará o ramo de venda de carros. A intenção dele é montar a Euro Import para comercialização de veículos importados como os da marca BMW. Ele também continuará vendendo carros Volkswagen num acordo com um dos empresários que está comprando a Euromar.

Novo milionário, Diniz é destaque na Veja

seg, 17/05/10
por Décio Sá |

A receita dos milionários
A subida da maré econômica tira milhões de brasileiros da pobreza e, no nível superior da pirâmide social, está produzindo um novo milionário a cada dez minutos.

Por Renata Betti e Larissa Tsuboi, da Veja:

Passado o breve soluço da crise internacional, o Brasil voltou a avançar com força renovada. O país iniciou 2010 em ritmo chinês. Diversos setores da economia crescem numa velocidade superior a 10% ao ano. A produção das indústrias, por exemplo, teve uma alta de 20% no primeiro trimestre. Nesse mesmo período, o comércio registrou uma expansão de 13% no volume de vendas. Mesmo consumindo mais, os brasileiros encontraram folga para poupar. Sinal disso é que o valor total de recursos captados pelos planos de previdência privada ganhou 28% nos três primeiros meses do ano. O desemprego recua aos menores níveis históricos, e a renda dos trabalhadores passa por uma recuperação paulatina mas constante. Se fosse possível medir a temperatura atual da economia, esse termômetro exibiria em seu visor o número de 12%. Foi nesse ritmo que o PIB (produto interno bruto, o total de mercadorias e serviços produzidos) avançou nos três primeiros meses do ano, de acordo com estimativas dos economistas do Itaú Unibanco. No ano como um todo, o crescimento do PIB deverá ficar ao redor de 7%, o que seria a maior taxa desde 1986, quando houve o Plano Cruzado. Esses números extraordinários representam uma primeira maneira de retratar o momento promissor, algo não visto em mais de uma geração. Outro indicativo da saúde do Brasil pode ser visto no interesse inédito despertado pelo país lá fora (veja a reportagem). Um modo mais palpável de sentir esse mesmo fenômeno é observar diretamente como os empreendedores brasileiros têm tirado proveito dessa fase de prosperidade.

Diniz Veja

CLASSE C QUER TRATAMENTO A
Em 1992, o paraibano Arione Diniz, 49 anos, inaugurou em São Luís, no Maranhão, a primeira loja das Óticas Diniz. Sua rede é hoje a maior do país, com 450 filiais. Seu segredo? Dar tratamento de classe A aos consumidores de classe C. Seu faturamento atingiu 285 milhões de reais em 2009.

Na crise, surgem as melhores oportunidades de negócios, afirma o dito. A prática, no entanto, mostra que é na maré alta que as empresas singram novos mares e conquistam territórios. Para a fábrica de sorvetes Frutos do Cerrado, de Goiás, o boom econômico representou multiplicar por 20, na última década, a sua produção, hoje avaliada em 70.000 picolés por dia. Já a empresa de cosméticos mineira Kapeh conseguiu dobrar o número de lojas que vendem seus produtos no último ano. A Tramontini Implementos Agrícolas, do Rio Grande do Sul, multiplicou por 6 o seu faturamento desde 2006. A rede Óticas Diniz, nascida há dezoito anos em São Luís, no Maranhão, alcançou 450 lojas em todos os estados e se tornou a maior rede de vendas de óculos do país. Os exemplos acima, assim como as demais histórias de sucesso recente que ilustram esta reportagem, dão uma mostra real de como a riqueza se espalha pelo país, em diferentes setores e regiões. De cada um desses casos é possível extrair uma lição de empreendedorismo e de como tirar proveito da retomada econômica para impulsionar os lucros.

Graças à estabilidade e ao retorno do crescimento, colocar um projeto de pé, batalhar para fazê-lo deslanchar e transformá-lo em um negócio rentável voltou a ser um sonho realizável. E como. Estima-se que, no último ano, aproximadamente 50.000 brasileiros tenham ingressado no clube dos milionários. Milionárias, de acordo com o critério utilizado por instituições financeiras para identificar possíveis clientes de alta renda, são aquelas pessoas que possuem um patrimônio equivalente a 1 milhão de dólares, ou 1,8 milhão de reais, com recursos livres para investir (não se incluiu, portanto, o valor da residência própria). A cada dez minutos, em média, brota um novo milionário no país. Leia a íntegra da reportagem aqui.

Mais segurança no Porto do Itaqui

sex, 14/05/10
por Décio Sá |

Carlos Roberto: mais segurança no Itaqui

Carlos Roberto: mais segurança no Itaqui

A Emap (Empresa Maranhense de Administração Portuária) formou seu primeiro funcionário em auditoria de talações portuárias – formação auditor do ISPS Code, código internacional de segurança que estabelece regras para segurança dos navios e instalações portuárias.

Trata-se Carlos Roberto Lima Filho, o Betinho, da Coordenadoria de Segurança do Porto do Itaqui. Ele é destaque na última edição do jornal “Itaqui é Notícias”. Metade do curso foi feito em Pernambuco e a outra pela internet. Ele tirou a segunda maior nota entre todos os participantes do curso.

O rigor exigido pelo ISPS Code estabelece, por exemplo, que um navio antes de chegar ao porto deve informar os últimos dez portos que visitou e caso algum desses não seja certificado de acordo com o código poderão ser adotadas medidas extras de proteção.

O Maranhão está realmente precisando de profissionais especialista na área. Somente ontem 55 navios mercantes movimentaram a Baía de São Marcos e o Complexo Portuário de São Lùís – Portos da Vale, Itaqui e Alumar. A fila na Navio portobaía chegou a 40 embarcações, enquanto os dez atracadouros do complexo estavam ocupados. Além disso, mais cinco barcos de apoio e serviços, como rebocadores e dragas, estavam em operação em toda área.

Os dados são do sítio eletrônico da Marine Traffic; da empresa de praticagem Pratimar; da Vale e da Emap. Segundo as estatísticas, do início deste mês até ontem, 39 navios operaram no complexo e, desde o início do ano, 391 embarcações passaram pelo sistema portuário da Ilha, sendo 120 em janeiro, 117 e fevereiro e 115 em março. Leia mais aqui.

Huyndai quer comprar terras no Maranhão

dom, 09/05/10
por Décio Sá |

Executivos da empresa sul-coreana Hyundai negociam com governos estaduais a compra de terra no Brasil com o objetivo de plantar e exportar soja para a Coreia do Sul. Representantes da empresa visitaram o Piauí na semana passada e, em junho, terão reuniões com os governos do Maranhão, do Tocantins e da Bahia.

Produtor de Taiwan inspeciona plantação de arroz

Produtor de Taiwan inspeciona plantação de arroz

Os coreanos querem comprar 10 mil hectares no Brasil, mas ainda não têm prazo para fechar o negócio. Segundo o diretor da Hyundai Corporation no Brasil, Gi-Seob Kim, o projeto é “muito recente”. Essa não é a única investida de orientais no agronegócio brasileiro.

Desde o início do ano, ao menos mais nove grupos, entre coreanos, chineses e indonésios, visitaram o país em busca de terra para plantio e exportação. O investimento é tido como estratégico para garantir o suprimento de alimentos a esses países, que têm grande população e pouca área agricultável.

A Coreia do Sul, por exemplo, tem apenas 0,6% da terra agricultável que existe no Brasil. A área, pouco menor que o Sergipe, tem de abastecer população de 48,5 milhões de pessoas. Segundo Gi-Seob Kim, várias empresas do país têm comprado terras no exterior para exportar alimentos já há alguns anos.

A própria Hyundai é um exemplo: em 2009, a empresa comprou 10 mil hectares na Rússia para plantar soja e milho. Em abril deste ano, ocorreu a primeira colheita: foram 4.500 toneladas de soja e 2.000 toneladas de milho -tudo exportado para a Coreia do Sul.

Segundo Gi-Seob, a ideia é reproduzir esse mesmo projeto no Brasil. Aqui, a empresa quer plantar exclusivamente soja, um dos principais insumos da indústria de alimentos, e colher 50 mil toneladas do produto por ano, sendo que parte dele deve ser processada localmente antes de ser exportado. O volume corresponde a 4% do total de soja que a Coreia importa. Leia mais aqui.

Humberto obrigado conceder alvará a construtora

ter, 04/05/10
por Décio Sá |

A juiz da Fazenda Pública de Caxias, Sidarta Gautama, concedeu semana passada liminar dando 48 horas para o prefeito Humberto Coutinho (PDT) conceder alvará para que a Melo Consultoria e Construção possa dar início a construção de 944 unidades do programa “Minha Casa, Minha Vida” no município.

Humberto Coutinho 120310A Melo Construção venceu em outubro o “chamamento” feito pela Caixa Econômica Federal (CEF) para a realização da obra de uma empresa ligada a um irmão do prefeito. Segundo a CEF, por apresentar o melhor projeto. Desde então, a Prefeitura de Caxias vinha se recusando a aprovar os projetos de construção das casas e a liberar o alvará de construção.

“Entendo ser inadmissível, do ponto de vista jurídico, a procrastinação do pleito na seara administrativa por tempo indeterminado (mais de 180 dias). A vasta documentação colacionada com a inicial prova, de forma irrefagável, a regularidade dos projetos arquitetônicos elaborados pela autora, sendo incontroverso o atendimento das exigências legais e o direito da empresa de promover o registro dos projetos e de obter a sua respectiva aprovação, na forma da lei. É patente, portanto, a abusividade da omissão do requerido (Humberto Coutinho), cujos agentes públicos operam, ao menos no caso dos autos, de forma temerária e desmotivada”, afirma o juiz

No fundo da questão estaria a intenção do pedetista de fazer com que a segunda colocada – no caso, a construtora ligada a seu irmão – fosse chamada para fazer as casas. A família Coutinho vem “monopolizando” o programa “Minha Casa, Minha Vida” na Região dos Cocais. Já foi contemplada com 2 mil unidades em Caxias, mil em Codó e 500 em Chapadinha.

Isso é que se pode chamar de um bom negócio em família.

TV Mirante lança sinal digital

seg, 03/05/10
por Décio Sá |

Com a presença da alta cúpula da Rede Globo, A TV Mirante lançou oficialmente no início da noite desta segunda-feira, dia 3, seu sinal digital. Um marco na história da TV Maranhense. A digitalização é a quarta revolução na televisão brasileira: a primeira foi o VT (videotape), depois vieram a transmissão via satélite e a TV em cores.

Octavio Florisbal, Cláudia Quaresma e Teresa Sarney lançam sinal digital

Octavio Florisbal, Cláudia Quaresma e Teresa Sarney lançam sinal digital

Junto com o sinal foi inaugurada a nova redação a TV, Rádio Mirante AM e Portal Imirante.com. Dentro de uma semana, os telejornais da emissora serão levados ao ar direto da nova redação, a exemplo do que acontece com os da Globo. Ao todo o Sistema Mirante investiu R$ 8 milhões na digitalização e nas novas instalações e equipamentos.

“Sem dúvida, é uma nova era da televisão do Maranhão, e uma nova era muito boa para os telespectadores, para o mercado publicitário. Ficamos muito impressionados com o que vimos. Demonstra a importância que a TV Mirante tem no Brasil e na economia do Maranhão. Quero cumprimentar toda a equipe. É o futuro novo que chegou. É brilhante. Esse marco só reforça a parceria que TV Globo e TV Mirante tem”, afirmou o diretor-geral da TV Globo, Octavio Florisbal.

Segundo a presidente do Sistema Mirante de Comunicação, Teresa Sarney, a emissora entrou numa nova era. “Aos 23 anos de existência, em sua plena juventude, a TV Mirante chega à  maturidade, para ingressar numa nova era. Cumprimos uma trajetória de sucesso, que teve início em março de 1987, como uma evolução natural do que, então, já existia: a Rádio Mirante FM e o jornal O Estado do Maranhão. Consolidávamos, assim, o grupo de comunicação que se fez o maior e mais influente do Estado pelo mérito e talento dos seus profissionais e colaboradores, e que hoje se situa entre os maiores do Norte e Nordeste do país”.

De acordo com ela, A TV Mirante não chegou a era digital por imposição legal ou contratual. “O fazemos porque nos preparamos para chegar até aqui. Porque investimos em recursos humanos e tecnológicos. Porque acreditamos na parceria com a Rede Globo. Porque, seguindo o curso natural de nossa identificação com o Maranhão, hoje um Estado integrado em matéria de comunicação, queremos nos manter sempre  em sintonia com o que de mais moderno existe no mundo em matéria de tecnologia da informação.”

E completou:  “Olhar para o que fomos e o que somos, constatar o patamar em que chegamos, apenas confirma  que temos, TV Mirante e TV Globo, tudo a ver!”. Leia aqui a íntegra do discurso da presidente do Sistema Mirante.

Além do diretor-geral da TV Globo, da direção local, funcionários e parceiros, participaram  do lançamento o senador Edinho Lobão (PMDB); a diretora da Central Globo de Afiliadas, Cláudia Quaresma; o diretor de Relacionamento com Afiliadas, Alex Magalhães;a gerente de jornalismo de Afiliadas, Marco Antônio Rodrigues; a diretora de Telecomunicações da Central Globo de Engenharia, Liliana Nakonechnj; a gerente regional da Central Globo de Afiliadas, Milise Valeri; gerente da Central Globo de Marketing, José Petroski; e Arthur Vilella, gerente de Engenharia das Afiliadas e Expansão.

O Maranhão agora não fica nada a dever aos grandes centro do país. Melhor: vamos assistir a Copa em todos seus detalhes.

Veja aqui a chamada do Jornal Nacional sobre o evento. Abaixo, algumas fotos de Biaman Prado dos bastidores lançamento:

Teresa Sarney  discursa no lançamento da TV Mirante digital

Teresa Sarney discursa no lançamento da TV Mirante digital

Diretor da Globo Octavio Florisbal elogiou trabalho da TV Mirante

Diretor da Globo Octavio Florisbal elogiou trabalho da TV Mirante

Diretore da TV Globo e da TV Mirante na nova redação da emissora

Diretores da TV Globo e TV Mirante na nova redação da emissora

Instrumentista Chiquinho França fez performance durante evento

Instrumentista Chiquinho França fez performance durante evento

Visão aérea do coquetel oferecido aos convidados

Visão aérea do coquetel oferecido aos convidados

Diretores da Globo visitam redação de O Estado Maranhão

Diretores da Globo e Fernando conversam com Ribamar Corrêa no jornal

Teresa e Fernando Sarney mostram área técnica para  OctavioFlorisbal

Teresa e Fernando Sarney mostram área técnica para Octavio Florisbal

Alfredo Menezes, Iziane, Edinho e Fernando durante lançamento

Alfredo Menezes, Iziane, Edinho e Fernando durante lançamento



Formulário de Busca


2000-2014 globo.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade