Formulário de Busca

“Ficha-suja”, Jackson ataca justiça em convenção

dom, 27/06/10
por Décio Sá |
categoria Eleições

Com possibilidade real de ter a candidatura cassada por conta da lei que proíbe a candidaturas de políticos “ficha-suja”, o governador cassado Jackson Lago (PDT) atacou ontem duramente a justiça durante a convenção que homologou seu nome como candidato ao governo. Segundo ele, o grupo da governadora Roseana Sarney (PMDB) “articulou com as estruturas corruptas de poder da República ( a justiça no meio) o nosso afastamento”.

Imagens do tucano José Serra e Jackson decoraram palco da convenção

Imagens de José Serra e Jackson decoraram palco da convenção

“Por que cassaram o nosso mandato. Será, como eles dizem, porque o então governador (José Reinaldo Tavares) assinou convênio com o prefeito de Codó (Biné Figueiredo), em abril de 2006? Eu não era nada, não tinha função pública. E aí cassaram nosso mandato. Mentira! Cinismo!”, disse o ex-governador.

Já no final de seu discurso, acusou a governadora Roseana Sarney (PMDB) de ter “trancado” um convênio eleitoral firmado por ele às vésperas de sua cassação com o prefeito de São Luís, João Castelo (PSDB) no valor de R$ 150 milhões – o Governo do Estado repassou antecipadamente ao município R$ 73,5 milhões. “Esse governo falso, ilegítimo, que aí está, cassou nessa falsa justiça esses recursos. Até hoje o prefeito não conseguiu usá-los”, disse.

Em almoço-entrevista há duas semanas com um grupo de jornalistas, Roseana explicou que esperava a prefeitura devolver os recursos para refazer o convênio. Castelo retirou os R$ 73,5 milhões da conta do convênio, o que seria ilegal. O Tribunal de Justiça determinou a devolução do dinheiro ao erário, decisão até hoje não cumprida.

Aliados também atacam

Os aliados também não pouparam críticas principalmente à Justiça Eleitoral. “Golpe judiciário” foi o termo mais ameno com que foi tratada a decisão do TSE que cassou o ex-governador em 2009.

O vice-governador cassado Luiz Carlos Porto, o Pastor Porto (PSDB), afirmou que a decisão da Corte Eleitoral foi uma “inversão de valores”. “Como eu poderia estar ali (no TSE) como um criminoso? Sabia que não havia nada de errado. Aquilo foi uma inversão de valores”, discursou.

O ministro aposentado do STJ e ex-ministro do TSE, o pré-candidato ao Senado Edson Vidigal (PSDB), garantiu que a Lei a Ficha Limpa não atingirá Jackson. 

“A não ser que todos os livros de direito tenham de ser queimados nas fogueiras juninas. A não ser que todos os professores de direito tenham de ser demitidos. A não ser que todas as faculdades de direito tenham de ser fechadas. A não ser que os princípios do direito, no mundo inteiro, tenham de ser deletados. O Supremo (Tribunal Federal), como guardião da Constituição, desproverá uma injúria dessa de que Jackson não será candidato”, afirmou.

O prefeito de Porto Franco, Deoclides Macedo (PDT), disse que “nós não temos de temer aqueles que querem imputar a Jackson o ficha-suja. Jackson não é ficha-suja. Ficha-suja são aqueles que estão por aí”.

Já para Castelo, é o povo que terá de “corrigir” o “erro” do TSE. “O que nós queremos é corrigir um grande equívoco. É o povo quem vai decidir se pode mais ou se ele não pode mais”, declarou.

Flávio Dino tenta conversa com Castelo

seg, 14/06/10
por Décio Sá |
categoria Eleições

Mês passado recebi a informação dando conta que o deputado Flávio Dino (PCdoB) estava procurando um contato com o prefeito de São Luís, João Castelo (PSDB). A fonte pediu que aguardasse um pouco para que o fato se confirmasse.

Flávio e Castelo no debate na TV Difusora em 2008

Flávio e Castelo na TV Difusora em 2008: 'muy amigos'

Na semana passada, a ela confirmou que emissários dos dois lados estão tentando acertar um encontro do dois, até agora  sem sucesso. O prefeito, no entanto, já mandou um recado: só conversa com “aquele rapaz” se ele baixar a bola, ou seja, vier com humildade.

Estou com essa informação guardada esse tempo todo esperando o dito encontro se confirmar. Mas nesta segunda-feira alguns blogs balaios estão contando o contrário – os tucanos estariam atrás de Flávio Dino. Puro factóide.  Na verdade, desejam que isso possa vir acontecer. Até o meu amigo Marco D’Eça embarcou nessa furada. É o contrário.
 
Durante a pré-convenção do PDT/PSDB/PTC/PDT o prefeito chamou o adversário, mesmo sem citar seu nome, de “louco” e “oportunista” (reveja). Castelo não engole até hoje o processo de cassação movido contra ele por Flávio Dino. Processo esse que o comunista está fazendo de tudo para não ser julgado.

O deputado, desde viu o PT fugir sob seus pés, anda meio perdido. Até diria desesperado. É claro que uma conversa dessa não passaria por uma aliança. Nem pode. Poderia ser uma apoio informal, sabe-se lá.

Ex-quase tudo na vida pública, Castelo é um político pragmático. Já foi amigo e inimigo de muita gente na política várias vezes. Apesar de chateado, conversar, como diz o dito popular, não tira pedaço.

E ele sabe o momento de avançar, ceder ou recuar.

Castelo chama Flávio Dino de ‘louco’ e ‘oportunista’

sex, 28/05/10
por Décio Sá |
categoria Eleições

O PSDB, PTC, PPS e PDT fizeram nesta sexta-feira pela manhã sua pré-convenção tornando pública a candidatura do ex-governador Jackson Lago (PDT) e de Roberto Rocha e Edson Vidigal (PSDB) ao Senado. A vaga de vice ainda está em aberto e é motivo de disputa entre as legendas.

Jackson Lago ainda vai ter arrumar a cadeira para Serra

Jackson Lago ainda terá que arrumar a cadeira para Serra

O pré-candidato José Serra (PSDB) foi convidado, mas não compareceu. Ele ficou surpreso no início da semana quando intregrantes do PPS lhe disseram que Jackson o apoiaria no Maranhão. “Mas ele não apoia não é a Dilma?”, questionou.

Cerca de 1,5 mil pessoas participaram do evento realizado no Rio Poty Hotel. Quem deve ter ficado preocupado com a movimentação foi o ex-governador José Reinaldo Tavares (PSB). Ele se agarrou em Flávio Dino (PCdoB) como sendo sua tábua de salvação e está vendo agora o barco naufragar.

Com a entrada principalmente de Roberto Rocha na disputa, suas chances de virar senador diminuíram bastante. Tanto que ele tentou demover o PSDB de lançar o segundo nome ao Senado e os tucanos não lhe deram ouvidos. Confirmaram Vidigal. O presidente do PSDB disse que será candidato para homeagear o pai, o ex-governador Luiz Rocha (já falecido).

O que chamou minha atenção na pré-convenção foi o discurso do prefeito de São Luís, João Castelo (PSDB). Ele bateu forte em Flávio Dino, obviamente ainda chateado com a ação do deputado no sentido de cassar-lhe o mandato na Justiça Eleitoral. Apesar de não citar seu nome, ele chamou o comunista de “oportunista”, “lobo na pele de cordeiro” e “louco”.

“Isso não é luta para amador; é para profissional. Os jovens não se podem deixar levar pelos amadores que usam o jovem para enganar o povo. Juventude é cabeça. Nós temos experiência. Aqueles que querem se salvar é conosco. É preciso saber se esses oportunistas tem bom caráter. Se conhecem o Maranhão ou se foram eleitos com votos comprados. São lobos em pele de cordeiro, na verdade loucos”, discursou o prefeito.

Procurei Castelo após os discursos para perguntar sobre a quem ele se referia.”Tu sabes sobre quem estou falando”, disse, sorrindo.

Apesar do PDT apoiar oficialmente a petista Dilma Roussef, Jackson declarou voto em Serra. Entende que com ele na presidência a correlação de forças políticas no Maranhão ficará mais equilibrada. Passou maior parte do seu discurso falando ter sido vítima de um “golpe do judiciário”. Segundo ele, esse “golpe” foi consumado pelo grupo Sarney “em conluio com autoridades federais”.

O slogan que usará: “O povo pode mais”.

Muita movimentação política nesta sexta-feira

sex, 28/05/10
por Décio Sá |
categoria Política local

Passei quase toda tarde e início da noite atrás de notícias. Por isso o blog ficou esse tempo todo sem atualização. Posso adiantar que a governadora Roseana Sarney (PMDB) só vai anunciar na segunda-feira o nome do novo procurador-geral de Justiça. Também deve anunciar mudanças na Secretaria de Saúde.

O secretário Luiz Alfredo Guterres teria entregue o cargo na tarde desta sexta-feira. Roseana ainda analisa nomes para ocupar a vaga dele. O mais provável é que o secretário-adjunto José Márcio Leite seja efetivado no comando da pasta. Roseana também pode efetivar o adjunto Lauro Assunção na Secretaria de Ciência e Tecnologia.

O deputado Ricardo Murad (PMDB) oficializa na segunda-feira sua licença da Assembleia Legislativa. Ele deve virar o coordenador-geral da campanha da governadora. Com sua saída o suplente Valdivino Cabral (PMDB) vai ser efetivado, já que Hélio Soares (PP) deve voltar de sua licença.

Oposição

Hoje pela manhã o PSDB, PDT, PTC e PPS fizeram sua pré-convenção. Cerca de 1,5 mil pessoas participaram do evento. O ex-governador Jackson Lago (PDT) foi oficializado candidato ao governo. O deputado Roberto Rocha e o ministro aposentado Edson Vidigal (PSDB) serão os candidatos ao Senado, o que praticamente inviabiliza a candidatura do ex-governador José Reinaldo (PSB) ao mesmo posto.

Aliás, José Reinaldo tentou de todas as formas que o PSDB lançasse apenas um nome e o apoiasse por fora. Os tucanos rechaçaram a proposta na bucha.

Durante a pré-convenção o prefeito de São Luís, João Castelo, alertou os militantes para “alguns oporunistas e loucos” que tentam chegar ao Palácio dos Leões. Ele não deu nome, mas todo mundo entendeu como sendo o deputado Flávio Dino (PCdoB). “Tu sabes de quem estou falando”, disse Castelo sorrindo após o evento ao falar com o blog.

Daqui a pouco trago todas as informações dessa pré-convenção. E principalmente da fala do prefeito de São Luís.

Natalino Salgado destaca avanços na UFMA

qui, 27/05/10
por Décio Sá |
categoria Política local

Ao ser homenageado ontem na Assembleia Legislativa, o reitor Natalino Salgado destacou os avanços na UFMA nesses dois anos de gestão. Segundo ele, a universidade registrou um crescimento de 66% na população acadêmica e tem atualmente 23.650 alunos e 1.163 professores nos campi de São Luís, Imperatriz, Codó, Pinheiro e Bacabal, onde são mantidos 56 cursos de graduação. A democratização do acesso ao ensino superior, segundo o reitor, é uma das prioridades da atual gestão. “Tivemos 137 mil alunos inscritos no Enem e 97% das vagas oferecidas pela universidade foram preenchidas por estudantes maranhenses”, comemorou.

Homenagem a Natalino foi proposta pela deputada Gardênia

Homenagem a Natalino foi proposta pela deputada Gardênia

Natalino Salgado falou ainda dos avanços de inovação e inclusão social, apresentou os campi de Bacabal e Pinheiro já reestruturados, sendo que para isso foi necessário primeiro reestruturar os campi com aulas presenciais em Imperatriz e Chapadinha. Citou também a criação da ouvidoria, dos departamentos nas pró-reitorias (para facilitar o desenvolvimento acadêmico) e a implantação de 20 novos cursos de graduação.

O Núcleo de Educação a Distância (NEaD) dobrou o número de alunos em sala de aula, que antes era 20 mil, e com o núcleo passa a ser 40 mil, com aulas presenciais, além dos estágios curriculares. A instituição possui hoje quatro doutorados e 16 mestrados.

O reitor apresentou ainda metas a serem alcançadas até 2012, como a implantação de mais três doutorados e a execução de obras físicas como a construção do centro pedagógico Paulo Freire e de novos prédios, que visam elevar a qualidade da infra-estrutura acadêmica. “A UFMA tem sido um exemplo de que as ferramentas de gestão, com vontade, determinação e flexibilidade, podem transformar os resultados”, concluiu ele.

A sessão em homenagem ao reitor foi proposta pela deputada Gardênia Castelo (PSDB) por conta da contribuição que a instituição vem dando ao desenvolvimento social e econômico do Estado. Assistida pelo deputado federal Roberto Rocha (PSDB), pelo ministro aposentado Edson Vidigal, professor da universidade, e pelos prefeitos de São Luís, João Castelo (PSDB), e de Porto Franco, Deoclides Macedo (PDT), representando a Federação dos Municípios do Maranhão (Famem), Gardênia Castelo saudou o homenageado fazendo um pequeno histórico dos avanços obtidos pela UFMA nos últimos anos.

“Há cerca de oito anos e meio, deu-se início a um processo de transformação geral no âmbito da UFMA, processo esse que denominei de “Revolução Silenciosa”, pois não poderia usar outra expressão para caracterizar o conjunto de realizações, entre obras, projetos, programas e avanços nas áreas acadêmica, tecnológica, administrativa, institucional em curso na nossa universidade federal”, declarou ela.

A deputada apontou Natalino Salgado como o líder desse processo de mudanças estruturantes. Segundo ela, o reitor é um exemplo que orgulha a todos os maranhenses, pois sua trajetória pessoal e profissional é uma referência para milhares de jovens que vislumbram vencer na vida, ainda que não tenham condições materiais e financeiras. “Ele soube, de forma extraordinária, vencer as dificuldades na infância pobre e consagrar-se uma das maiores autoridades acadêmicas do nosso estado e um profissional de saúde reconhecido além dos limites do Maranhão”, acrescentou ela.

(Com informações da UFMA e Agência Assembleia).

São Luís ainda tem prefeito?

qui, 20/05/10
por Décio Sá |
categoria Cidades

Um buraco no Viaduto da Cohab está infernizando a vida do motoristas que passam pelo local. Ontem pelo menos 15 carros cairam na cratera e tiveram os pneus estourados. A fila de veículos era impressionate, confome mostra essa foto e as imagens abaixo feita pelo jornalista Ciro Nolasco.

buraco cohabPor causa da chuva o buraco ficou encoberto pela água tranformando-se numa armadilha. Nesta quinta-feira o caos se instalou no local. O congestionamento é quilométrico.

Ciro Nolasco conta ter passado ontem 1h40 para sair da farmácia Pague Menos, na Cohama, até o Retorno da Cohab. Nem em São Paulo viveu situação semelhante (veja aqui).

Outros buracos estão infernizando a vida dos moradores da cidade. A avenida Luiz Rocha, praticamente em frente à casa do deputado federal Roberto Rocha (PSDB), está intransitável por causa de problema parecido. O deputado é do mesmo partido do prefeito de São Luís João Castelo, todos aliados do pré-candidato tucano José Serra. A avenida leva o nome do pai do pré-candidato do PSDB ao Senado. Na Ferreira Gullar, por baixo da ponte do São Francisco, uma vala tem provocado vários acidentes, por sorte ainda não fatais.

Agora é de se perguntar. São Luís ainda tem prefeito?

Notícias da Tarde

ter, 11/05/10
por Décio Sá |
categoria Política local

Fecomércio: continua a confusão
O presidente da Fecomércio, José Arteiro da Silva, promoveu ontem uma reunião onde foram julgados e indeferidos todos os recursos da eleição para o comando da instituição. Por conta disso, ele se declarou reeleito. A oposição, liderada por Haroldo Cavalcanti, classificou a medida como mais um “ato arbitrário” do presidente. Com a medida, Arteiro estaria descumprindo decisões da justiça. A oposição vai usar o fato de ontem contra o próprio Arteiro junto aos juízes do trabalho que analisam o caso. Os oposicionistas alegam que não tiveram acesso a ata e ao CD com o áudio da reunião. “Ele fez tudo a revelia”, dizem.

Circulação em queda
Está circulando no meio publicitário um em-mail de um funcionário de O Imparcial reclamando da forma como é tratado pelos chefes. Já no final da mensagem, ele revela a queda de tiragem do matutino e do filhote popular “Aqui”. “O que vc faz é puxar o faturamento para baixo, veja resultado do mês de abril. Me responda: porque o AQUI que tinha 32 páginas diárias, hoje só tem 16? Pq a circulação caiu de 40 mil para 20 mil? E o que dizer de O Imparcial que antes tinha 8 mil e hoje só tem míseros 3.800??? “, questiona.

Expectativa no TRE
Apesar de estar na pauta, os julgamentos mais esperados desta terça-feira podem não ocorrer no TRE. O juiz Sérgio Muniz está em São Paulo tratando da saúde e não deve comparecer à sessão. O julgamento do processo de Barreirinhas – 3 a 2 pela volta do prefeito cassado Miltinho Dias (PT) – está esperando justamente o voto dele. Em relação a São João Batista – 2 a 0 pela cassação do prefeito Eduardo Dominici -, o juiz Magno Linhares, que pediu vistas na sessão da semana passada, disse na ocasião que traria seu voto no dia 13, próxima quinta-feira. Já o deputado Flávio Dino (PCdoB) entrou com outro recurso em relação a um mandato de segurança no processo em que pede a cassação do prefito João Castelo (São Luís), o que deve adiar o julgamento novamente.

SMTT_protestoDia de Cão
São Luís viveu ontem um verdadeiro Dia de Cão por conta da greve dos agentes de trânsito. Com faixas e cartazes, os manifestantes partiram para cima do secretário municipal Ribamar Oliveira (Trânsito e Transporte) como mostram as faixas. Os grevistas estão sendo responsabilizados por um verdadeiro “apagão” nos semáforos da cidade ocorrido ontem. Na prefeitura, há quem tenha visto as digitais de um ex-secretário, pretenso candidato a deputado, nas articulações.

Presidente fashion
Logo que iniciou sua gestão o presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Tavares (PSB), tentou criar uma farda para os funcionários da Casa. Como todo mundo reclamou a ideia não foi adiante. Na semana passada descobriu-se a ligação do presidente com o mundo fashion. Ao lado da mulher, Silvana Tavares, ele era o ilustre convidado da inauguração de uma loja de roupas de grife no Calhau, segundo revelado no blog de Othon Lima (veja aqui). Um deputado brincou dizendo que se Marcelo não conseguir a reeleição já pode tentar a carreira de estilista.

Presidente fashion 2
Enquanto envereda pelo mundo do falecido deputado Clodovil Hernandes, Marcelo vai ficando a cada dia mais baixa com os funcionários e os próprios colegas de Parlamento. Segundos alguns deputados, o presidente de fato da Casa se chama Edivaldo Holanda (PTC). É ele quem dar ordens aos funcionários de alto escalão e tenta controlar a assessoria de imprensa do Legislativo. Nos últimos meses nada menos que cinco jornalistas já foram deslocados para fazer a cobertura de Holanda, mas todos pediram para deixar o posto criticando a maneira como o trabalhista cristão tenta lidar com a mídia.

Perseguição em Matões
O secretário de Articulação Política e prefeito de fato de Matões, o ex-deputado Rubens Pereira, pai do deputado imberbe Rubens Júnior (PCdoB), está tentando tirar do ar a rádio comunitária “Chapada do Corisco”. A revolta é principalmente com o programa “Fala Matões”, apresentado por Fernando Tenório, filho do ex-prefeito Gilberto Tenório. Como no programa a população tem voz e vez e fala o que acha da administração da prefeita eleita Suely Pereira (PDT), o secretário alega que a emissora está se posicionando politicamente.

Notícias de sábado

sáb, 01/05/10
por Décio Sá |
categoria Política local

Especulações sobre as eleições
Um estrategista em eleição local aliado da governadora Roseana Sarney (PMDB) conversava com um grupo de jornalistas sobre quem será eleito do grupo para a Assembleia Legislativa. Acredita que entre 18 e 20 deputados serão eleitos pelo chamado “chapão” e entre 10 e 12 na “chapinha”. Formou três grupos, pela ordem de votação:

Grupo 1 (Os garantidos) – Ricardo Murad, Max Barros, César Pires, Victor Mendes, Rigo Teles e Raimundo Cutrim;
Grupo 2 (Os quase lá) – Carlos Filho, Roberto Costa, Hélio Soares, Stênio Rezende, Arnaldo Melo e Alberto Franco;
Grupo 3 (Brigando pelas outras vagas) – Antonio Pereira, Chico Gomes, Carlos Alberto Milhomem, Vianey Bringel, Jura Filho, Fábio Braga, Manoel Ribeiro, Afonso Manoel, Fufuca Dantas, João Batista, Hemetério Weba e Edilázio Júnior.

Castelo e paulo matos agora juntosMasoquismo tucano
Um grupo de 16 candidatos a vereador que apoiaram o prefeito João Castelo no segundo turno da eleição para prefeito de São Luís em 2008 está revoltado com o tucano. Reclamam da nomeação do presidente local da legenda, Paulo Matos, na Secretaria do Orçamento Participativo (foto). Lembram que na época Matos ameaçou expulsar o grupo justamente por declarar apoio a Castelo. Lembram que tiveram ir a Brasília falar com o presidente nacional, Roberto Freire, para não serem degolados. Dizem ainda que nunca conseguiram falar com o prefeito e dos 16 só o jornalista Batista Matos foi ouvido e contemplado na administração municipal. “É aquela história. Eles ganham a eleição com os amigos e administram com os inimigos”, afirmam. Leia mais aqui.

Farinha com camarão
Na edição de quarta-feira, a coluna Painel da Folha de S. Paulo publicou notas afirmando que o presidente Lula iria conversar “com o presidente do PCdoB, Renato Rabelo, na tentativa de implodir a candidatura de Flávio Dino no Maranhão”. E completa: “Radical. Domingos Dutra (PT-MA) iniciou dieta em preparação para a greve de fome que promete fazer caso seu partido decida apoiar Roseana. Há dias o deputado se alimenta de farinha com camarão seco e banana com pão, que fazem o organismo exigir água, diminuindo a fome.”

Ao saber da nota, um petista que conhece bem Dutra, arrematou. “A Folha não conhece o deputado. Há anos, para não meter a mão no bolso, ele se alimenta dessa forma”. Eu, hein!

Jogando a toalha
“A situação do Maranhão independe de Minas Gerais. O clima aqui é ruim. A determinação é de … (intervenção). A declaração é do ex-balaio e agora “neoflavista” Márcio Jardim. Ele esteve em Brasília nos últimos dois dias quando conversou com o ministro Alexandre Padilha (Articulação Política), seu amigo de época de UNE, sobre as reais possibilidades do PT Nacional permitir a aliança PT/PCdoB no Maranhão.

Em branco
O deputado Flávio Dino completou 42 anos ontem praticamente em branco. Só a turma mais chegada foi convidada para o “rega-bofe”. Aliados acham que ele poderia ter transformado o momento para se fortalecer politicamente. Acreditam que não fez por estar chateado com a possibilidade de Lula mandar proibir a coligação PT/PCdoB no Maranhão. Mas há os que dizem que o problema mesmo é o fato do parlamentar costumar apagar interruptores de luz com a mão fechada só para não gastar suas “energias”.

Pé de coco
Essa é antiga, mas vale a pena. Logo após a eleição de 2006 um deputado foi procurar o senador Epitácio Cafeteira (PTB) em busca de emendas para sua cidade. “Meu filho, eu não planto mais pé de coco porque não vou beber a água dele”, filosofou o senador para o desespero do aliado.

“Mágica” na Fecomércio
“Ele é Arteiro, mas não é mágico.” Frase do candidato da oposição na Fecomércio, Haroldo Cavalcanti, sobre a possibilidade do adversário, José Arteiro, conseguir a reeleição com recursos na justiça.

Possibilidade de candidatura própria do PSDB faz Jackson Lago e PDT entrarem em parafuso

seg, 12/04/10
por Décio Sá |
categoria Política local

Cresce no PSDB o movimento para  que o partido lance candidato próprio ao Governo do Estado. Os movimentos, conforme revelou o blog (reveja), começaram semana passada numa reunião na casa do prefeito de São Luís, João Castelo.

PDT-PSDBNa sexta-feira, o grão-tucanato local se reuniu em Brasília para discutir o assunto. Os tucanos estiveram na Capital Federal para o lançamento da candidatura do ex-governador José Serra (SP) à Presidência da República.

A reunião não fechou a questão. Roberto, Castelo e a filha dele, deputada estadual Gardênia Castelo, defenderam a candidatura própria. Uma ala liderada pelo prefeito Sebastião Madeira (Imperatriz) defendem o apoio ao governador cassado Jackson Lago (PDT).

Madeira confirmou ao blog, durante visita feita agora há pouco ao Estádio Frei Epifânio D’Abadia com a governadora Roseana Sarney (PMDB),em Imperariz, o racha no partido. “Não é só eu (que quer apoiar Jackson). É um monte de gente”, disse.

No entanto, o grupo de Roberto e Castelo tem a maioria da legenda. Segundo fontes do PDT, Jackson, que sonhou recentemente  com o apoio do DEM, pode nem disputar as eleições deste ano caso não tenha o apoio do PSDB. Nem para o Senado ele sai. Principal problema: o tempo do PDT na televisão não chega a dois minutos.

Caso a candidatura própria vingue, o vereador Edivaldo Holanda Júnior (PTC) poder ser o candidato a vice-governador.

Senado

Outra confusão no PSDB envolve Madeira e o neotucano Edison Vidigal. O ministro aposentado reclama que o prefeito de Imperatriz está muito próximo de um apoio ao ex-ministro Edison Lobão (PMDB). Madeira tem vários motivos para apoiar o ex-governador.

Lobão é natural de Mirador, sul do Estado, e como ministro apoiou muito pleitos de Imperatriz. Já Vidigal, filiado ano passado à legenda, estaria mais para um aventureiro político querendo atirar com a bala alheia.

Castelo ganha prêmio por maquete de hospital

dom, 11/04/10
por Décio Sá |
categoria Política local

Domingos Brito e Castelo receberam prêmio em São Paulo

Domingos Brito e Castelo receberam prêmio em São Paulo

Só pode ser mal de tucano. A Prefeitura de São Luís distribuiu matéria à imprensa afirmando que o projeto, na verdade uma maquete, do Hospital Central de Emergência foi um dos grandes destaques do VII Grande Prêmio de Arquitetura Corporativa, realizado durante a Bienal de Arquitetura de São Paulo. Trata-se do mais importante e democrático prêmio do setor na América Latina.

O projeto, ops, a maquete, foi a vencedora na categoria saúde. Os destaques do prêmio foram conhecidos durante a Super 13ª Office Solution ArquiShow FacilityShow, maior feira da categoria na América Latina. Mais de 180 empresas nacionais e estrangeiras participaram do evento. O prefeito João Castelo, o secretário Domingos Brito (Urbanismo) foram receber o troféu de “melhor maquete” (leia mais aqui).

Com se sabe esse hospital, promessa de campanha do prefeito, não tem nem ainda local para ser erguido. Depende de uma área a ser doada pelo Governo do Estado. É um prêmio que satisfaz mais Domingos Brito, que é arquiteto, do que o município.

Mês passado o então governador José Serra, do mesmo PSDB de Castelo, foi criticado em São Paulo por inaugurar, pela segunda vez, uma maquete da ponte Santos-Guarujá (veja aqui). Na ocasião, mesmo sem saber, o presidente Lula brincou. “Tem gente por aí inaugurando até maquete”, disse, para depois ser avisado do fato.

No Maranhão, a tradição de “inaugurar” maquete foi lançada pelo governador cassado Jackson Lago em 2002. Na época, ele deixou a prefeitura para concorrer ao Governo do Estado lançando maquetes de dez obras. Uma delas foi entregue agora pelo próprio Castelo, o Centro do Comercial Informal, na Avenida Magalhães de Almeida.

Como se vê, eu estava errado. Lançar e vender maquetes como obra não é só mal de tucano. É mal também de pedetista. Abaixo, a peça premiada da Prefeitura de São Luís.

maquete hospital central 2



Formulário de Busca


2000-2014 globo.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade