Formulário de Busca

“Zé Rebolation”, o desespero continua!

ter, 22/06/10
por Décio Sá |
categoria Eleições, Vídeos

Lembram da charge do “Zé Rebolation”, mostrando o “rebolado” do ex-governador José Reinaldo Tavares (PSB) para viabilizar sua candidatura ao Senado (reveja)? O sucesso foi tanto que virou um filme. A situação está ficando cada dia pior. O desespero é grande. Clique e bote a mão na cabeça que vai começar…

Flávio Dino tenta conversa com Castelo

seg, 14/06/10
por Décio Sá |
categoria Eleições

Mês passado recebi a informação dando conta que o deputado Flávio Dino (PCdoB) estava procurando um contato com o prefeito de São Luís, João Castelo (PSDB). A fonte pediu que aguardasse um pouco para que o fato se confirmasse.

Flávio e Castelo no debate na TV Difusora em 2008

Flávio e Castelo na TV Difusora em 2008: 'muy amigos'

Na semana passada, a ela confirmou que emissários dos dois lados estão tentando acertar um encontro do dois, até agora  sem sucesso. O prefeito, no entanto, já mandou um recado: só conversa com “aquele rapaz” se ele baixar a bola, ou seja, vier com humildade.

Estou com essa informação guardada esse tempo todo esperando o dito encontro se confirmar. Mas nesta segunda-feira alguns blogs balaios estão contando o contrário – os tucanos estariam atrás de Flávio Dino. Puro factóide.  Na verdade, desejam que isso possa vir acontecer. Até o meu amigo Marco D’Eça embarcou nessa furada. É o contrário.
 
Durante a pré-convenção do PDT/PSDB/PTC/PDT o prefeito chamou o adversário, mesmo sem citar seu nome, de “louco” e “oportunista” (reveja). Castelo não engole até hoje o processo de cassação movido contra ele por Flávio Dino. Processo esse que o comunista está fazendo de tudo para não ser julgado.

O deputado, desde viu o PT fugir sob seus pés, anda meio perdido. Até diria desesperado. É claro que uma conversa dessa não passaria por uma aliança. Nem pode. Poderia ser uma apoio informal, sabe-se lá.

Ex-quase tudo na vida pública, Castelo é um político pragmático. Já foi amigo e inimigo de muita gente na política várias vezes. Apesar de chateado, conversar, como diz o dito popular, não tira pedaço.

E ele sabe o momento de avançar, ceder ou recuar.

O chororô de Flávio Dino

sex, 11/06/10
por Décio Sá |
categoria Eleições

Flávio Dino chorando eleição

Foto: Paulo Soares

O deputado Flávio Dino (PCdoB) divulgou nota nesta sexta-feira lamentando a decisão do PT que definiu pelo apoio à governadora Roseana Sarney (PMDB).

Ele garante que continua candidato e classificou a decisão do PT de “equívoco político com “consequências táticas e estratégicas igualmente graves”.

“Não há qualquer motivo jurídico ou político que sustente a decisão da maioria da direção nacional do PT”, diz a ele.

Abaixo, a íntegra da nota:

 

1- Como parceiro de tantas lutas e militante da esquerda brasileira, lamento o equívoco político da maioria da direção nacional do PT. Tão grave erro tem consequencias táticas e estratégicas igualmente graves, como a história demonstrará. Manifesto também a indignação contra o tratamento desrespeitoso ao PSB, ao PCdoB e ao PT do Maranhão.

2 - Não há qualquer motivo jurídico ou político que sustente a decisão da maioria da direção nacional do PT.

3 - Agradeço a confiança das direções nacionais e estaduais do PSB e do PCdoB, que desde o começo do processo manifestam-se a favor de um Maranhão justo e desenvolvido. Do mesmo modo, o meu reconhecimento aos companheiros do PT do Maranhão, os quais, em sua imensa maioria, permanecem determinados a renovar e mudar a política maranhense.

4 - Prossigo na pré-campanha no Maranhão, com o PCdoB, o PSB, os petistas e os movimentos sociais. A esperança está mais viva do que nunca. Quem conhece o sofrimento e a pobreza do povo do Maranhão, e se indigna com essa situação vergonhosa, não se permite ter medo.

5 - Amanhã (sábado) estaremos debatendo nosso Programa de Governo nos municípios de Colinas, Mirador e Dom Pedro. No domingo, participarei do Congresso Estadual da União da Juventude Socialista (UJS), em São Luís.

6 - Faremos nossa Convenção Estadual no dia 26 de junho, em São Luís. Vamos vencer as eleições. A esperança sempre vence o medo.”

“Não quero morrer de fome.Tenho tripas estreitas. Quero apenas desgastar Sarney”, diz Dutra

qui, 10/06/10
por Décio Sá |
categoria Eleições

Toda véspera de eleição o deputado Domingos Dutra (PT) cria um factóide para se manter na mídia e com isso se eleger. Ele já comandou a CPI do Caso Granville, na época atingindo o então governador Epitácio Cafeteira e beneficando o grupo Sarney. Já brigou com o ex-deputado Vila Nova e lançou rifa que ele mesmo ganhou. Na eleição passada, ameaçou invadir a sede do partido e se alimentou da denúncia das “verdinhas”, supostos dólares que o grupo de Washington Luiz teria usado no pleito. Na sede do PT-MA, um grupo pró-Dutra iniciou nesta quinta-feira uma espécie de “pajelança” com várias velas acesas em torno da bandeira do partido à espera da decisão do Diretório Nacional amanhã.

Dutra 100610Nessa entrevista a Veja.com, o deputado mostra seu verdadeiro objetivo com mais esse factóide: só quer desgastar a governadora Roseana Sarney (PMDB). “Eu não estou querendo morrer de fome. Eu tenho bastante resistência para aguentar uns quatro meses. Durante a minha infância toda eu não tive alimentação farta. Tenho minhas tripas muitos estreitas”, diz ele.

Agora, sacanagem mesmo, é do deputado Flávio Dino (PCdoB). Ele , no mínimo, deveria acompanhar Dutra e os “companheiros” nessa greve de fome. Aliás, o comunista é o principal beneficiado de mais essa palhaçada. Abaixo, a entrevista do petista a Veja.com:

Por que uma greve de fome?
Eu tenho consciência que é um recurso extremo. Mas é o único que a gente tem. Porque nós fizemos a disputa de acordo com as regras do partido. Se isso não vale, a greve de fome é o único recurso.

Até onde o senhor está disposto a levar o protesto?
Eu não estou querendo morrer de fome. Eu tenho bastante resistência para aguentar uns quatro meses…

O PT não vai reverter uma decisão do diretório nacional.
Eu acho que no mínimo vai haver um grande desgaste do grupo Sarney no Maranhão, que já está desgastado. Se eu contribuir com esse desgaste, eu acho que já valeu a pena.

O senhor vai tomar água?
Segundo os médicos que eu consultei, a gente ingere líquido como água, água de coco.. .Já consultei um deputado que passou greve de fome aqui para saber quais são as reações do corpo..

E quais são?
Eles me dizem que o corpo humano tem bastante resistência. No episódio do Haiti, teve gente que foi encontrada viva 15 dias depois do terremoto, sem comer. Eu sou de uma família muito humilde, portanto durante a minha infância toda eu não tive alimentação farta. Tenho minhas tripas muitos estreitas.

O senhor pretende continuar com sua agenda normal no Congresso?
Como a greve vai ser no plenário da Câmara, vou levar meu computador, meu telefone e livros para ler…O plenário é meu santuário.

Por que tanta resistência à candidatura de Roseana Sarney?
Os Sarney têm catinga.

Pode tomar banho no plenário?
Pode sim, já vi que lá no cafezinho tem um bom banheiro…

Desgastado, PCdoB tenta se manter no DCE/UFMA

qui, 10/06/10
por Décio Sá |
categoria Política local

Com mais de um ano de atraso, finalmente os estudantes da UFMA terão a chance de escolher a nova equipe que presidirá o Diretório Central dos Estudantes (DCE). A eleição ocorre no dia 16 de junho e está envolta em denúncias contra a C 16hapa 3, formada em sua maioria por militantes da UJS/PCdoB e que tenta a reeleição. A eleição acontece quarta-feira 16.

PSEUdoB 100610No escurinho do cinema – no fim do ano passado – a atual gestão do DCE, leia-se Chapa 3, tentou realizar uma eleição no Campus do Bacanga. O processo foi considerado por muitos estudantes como sendo fraudulento. De acordo com denúncias da época, a eleição aconteceu em tempo recorde e vários trâmites previstos no Estatuto da Entidade foram desprezados. Vários estudantes se mobilizaram e a comunidade acadêmica boicotou o pleito frustrando os planos do PCdoB para a UFMA – a eleição não teve quórum.

Nesta ano, sob pressão de grupos de oposição, um novo pleito foi convocado. Desta vez os trâmites previstos no Estatuto estão sendo seguidos, tanto que, além da Chapa 3 (ligada ao PCdoB) existem mais 4 chapas. Mesmo assim, a militância comunista tenta dar um jeitinho de levar vantagem sobre os outros.

Na semana passada integrantes da chapa comunista reativaram o DCE (que ultrapassou em 1 ano o tempo de gestão) com o intuito de promover um arraial no Campus. O problema é que a gestão já caducou há mais de um ano e os membros que compõe o antigo diretório hoje integram a Chapa 3. Além disso, usaram a reunião para pedir apoio de CA’s e DA’s sem nenhum pudor nenhum. A reunião foi duramente criticada por todas as chapas adversárias que devem entrar com pedidos de explicação junto à Comissão Eleitoral.

A gestão “Somos o que podemos ser” (Chapa 3) foi muito criticada durante sua administração. A rádio do DCE sumiu misteriosamente de dentro das instalações da entidade e parece que nenhuma providência foi tomada. Além disso, existem denúncias de que os membros do PCdoB usam a estrutura da UFMA para beneficiar o partido. Além disso, incluíram na campanha deste ano propostas feitas pela chapa passada. Ou seja, não cumpriram a promessa em 2 anos e querem realizá-la agora apenas em 1.

A sanha dos “camaradas” em dominar o DCE pode ser explicada voltando-se a 2008, quando a entidade serviu como espécie de comitê do então candidato Flávio Dino. A vontade é que o “ponto” seja mantido para a campanha de 2010.

Isso se os estudantes permitirem.

Deu no Globo: Tudo pelo Sarney

dom, 06/06/10
por Décio Sá |
categoria Eleições

Panorama 060610

Comentário meu: A tendência do PT continua sendo mesmo fechar aliança com Roseana, mas aliados da governadora não acham de tão ruim assim se a legenda  ficar neutra na campanha. Ao contrário, a grande maioria, enciumada com o espaço que Roseana deu ao partido no governo e até na chapa majoritária, está soltando é foguete se isso vier mesmo acontecer.

Caso Coelho: coincidências, nada mais, vê deputado

qua, 26/05/10
por Décio Sá |
categoria Eleições

O deputado imberbe Rubens Júnior (PCdoB) disse agora há pouco ao blog não vê problema nenhum no fato de ter nomeado a irmã do petista Francivaldo Coelho em seu gabinete na Assembleia Legislativa. O comunista e alguns leitores, obviamente defensores da tese de aliança com o PT/PCdoB, não estão entendendo ou se fazendo de desentidos no episódio.

Rubens Júnior: de bobo não tem nada

Juninho: de bobo não tem nada

Veja bem: Coelho foi indicado delegado ao encontro do PT pelo grupo do secretário José Antonio Heluy (Trabalho), defensor da tese da aliança com o PMDB. Votou favorável à coligação com o PCdoB, descumprindo orientação do grupo. Logo após o encontro andava reclamando de “compromissos” não cumpridos pelos comunistas e ameaçava denunciar o caso à imprensa. Na outra já estava com a irmã nomeada no gabinete de um deputado do mesmo PCdoB que ameaçava denunciar. Na sequência já virava personagem de denúncia da imprensa serrista cujo objetivo é constranger a Direção Nacional para evitar um decisão favorável à coligação PT/PMDB. Tudo normalíssimo, obviamente! Coincidências, nada mais!

“A nomeação está no Diário (da Assembleia). Ela é irmã de Coelho. É fato. Não entendo o vínculo que estão querendo fazer (com as denúncias). Isso é tática para minorar as denúncias”, entende Rubens Júnior.

Ele afirma que Mary Lucia Coelho é pedagoga com pós-graduação e trabalha toda tarde em seu gabinete no “acompanhamento” do governo Roseana Sarney (PMDB). O deputado conta que foi o próprio Coelho quem indicou a irmã. “Estava numa dessas viagens de pré-campanha (de Flávio Dino) e perguntei quem poderia me indicar um nome nessa área. Ele indicou, eu a testei, e aprovei. Não sei porque fazer imaginações”, assinala o imberbe.

Simples assim. E ponto final!

Confirmado jogo sujo do PCdoB e PT em favor de Serra

sáb, 22/05/10
por Décio Sá |
categoria Eleições

charge dino PSDB 220510Conforme o blog anunciou ontem, a Veja que começou a circular neste final de semana trouxe a reportagem sobre a suposta cooptação que membros do PT fizeram a delegados para se declararem favoráveis a aliança com a governadora Roseana Sarney (PMDB).

A matéria faz parte de uma estratégia da turma do PCdoB do Maranhão e petistas ligados ao deputado Domingos Dutra com objetivo de tentar constranger a Direção Nacional do PT a não deliberar pelo apoio à governadora. É baseada apenas em depoimentos,  conhecido em direito como a “prostituta das provas”.

Conforme já informado em post abaixo, petistas e comunistas acionaram repórteres da Veja, Época, Folha de S. Paulo, Estadão e O Globo, todos ligados ao pré-candidato tucano José Serra, para divulgar a história. Ou seja, apenas para atingir Roseana eles fizeram o jogo do PSDB, mas acabaram atingindo mesmo foi a pré-candidata Dilma Roussef e, por consequência, o presidente Lula.

Segundo informado ainda ontem, um dos personagens da estória é Francivaldo Coelho, de Cururupu. No governo Jackson Lago (PDT), ele mantinha ligações estreitas com o então secretário de Articulação Política, o tucano Wilson Carvalho. Deve apoiar agora candidatura de Erik Carvalho, filho de Wilson, a deputado estadual.

Charge Domingos Dutra 220510Coelho disse ao blog que procurou a repórter Sofia Krause, da Veja, para desmentir a história e desautorizar o uso do seu nome, mas ela não o atendeu. Não o atendeu porque precisaria desse depoimento para narrar o factóide. O petista fez o mesmo com os outros jornais e revistas.

A matéria da Veja traz inclusive declarações de Dutra e do deputado Flávio Dino, prova maior da participação do PCdoB e de uma ala do próprio PT na armação. “Eles estão tentando comprar os nossos delegados”, diz o petista a Veja. Completa o deputado Flávio Dino, o candidato que está prestes a perder o apoio do PT: “É um absurdo o que se está fazendo na região”.

Nas próximas horas  o blog vai trazer mais detalhes de bastidores de toda essa armação. Só estou esperando algumas coisas se confirmarem. Aguardem!

PCdoB diz não fazer ‘jogo sujo’ de Serra. Você acredita?

sex, 21/05/10
por Décio Sá |
categoria Eleições

PSEUDO-B 210510Eu já comecei a guardar todas as notas de esclarecimento do PCdoB e seus dirigentes até o final da campanha para montar um livro. O partido (leia-se Márcio Jerry, presidente do Diretório Municipal) ficou brabinho com o post abaixo onde denunciei as armações, via imprensa serrista, que alguns membros do partido estão fazendo para tentar de reverter a tendência da Direção Nacional do PT de determinar a aliança do partido com o PMDB da governadora Roseana Sarney.

Em nota encaminhada ao blog, ele diz: “O PCdoB  não fez, não faz, nem fará qualquer ‘jogo sujo de Serra’ para ‘prejudicar Dilma Roussef’, como contido na matéria”. Fez sim,  conforme já relatado em post abaixo. As informações me foram repassadas pelos próprios personagens da história e dirigentes do PT.

“O PCdoB nao ‘plantou’ nota alguma e repudia energicamente a acusaçao irresponsável feita pelo Imirante”. Primeiro que o Imirante não fez acusação alguma. A informação foi dada por esta página hospedada no Imirante. A diferença aí é muita. E não há irresponsabilidade nenhuma. Desde ontem o blog vem apurando a história e conversando com vários de seus personagens.  Irresponsável é a postura de membros do partido que, para atingir Roseana, estão municiando com factóides a mídia serrista contra Dilma e, por consequência, contra Lula.

Leia abaixo a íntegra da nota do PCdoB assinada por Márcio Jerry.

Sobre a matéria “PCdoB do MA faz jogo sujo de Serra e tenta prejudicar Dilma Roussef por causa da aliança PT/Roseana”, o Partido Comunista do Brasil tem a dizer:
 
O PCdoB mantém com o PT uma aliança duradoura, estável, profícua e muitíssimo respeitosa; é o partido que esteve com Lula e o PT  em todas as batalhas eleitorais;
O PCdoB apóia de forma resoluta, clara e dedicada o governo do Presidente Lula, tendo sido uma das principais forças de sustentação do governo nas horas difíceis em que a direita e oportunistas de vários matizes tentavam desestabilizá-lo;
O PCdoB foi o primeiro partido político a anunciar o apoio à candidatura da ex-ministra Dilma, fundamentando este apoio em bases programáticas, políticas e ideológicas;
O PCdoB, pois, não fez, não faz, nem fará qualquer “jogo sujo de Serra” para “prejudicar Dilma Roussef”, como contido na “matéria”.
O PCdoB quer, ao contrário, dar mais uma grande contribuição à eleição de Dilma, oferecendo a ela um palanque democrático e popular no Maranhão, de modo a canalizar para a candidatura presidencial o imenso apoio que ela tem nos movimentos sociais do estado, os quais nem de longe mantém qualquer identidade com a candidatura do PMDB;
O PCdoB, por fim, nao “plantou” nota alguma e repudia energicamente a acusaçao irresponsável feita pelo Imirante. E repudia  com vigor o “jogo sujo” de quem deseja atropelar decisões democráticas e legítimas por quaisquer tipos de armações, chantagens, pressões fisiológicas e mentiras.
 
São Luis, 21 de maio de 2010
 
Márcio Jerry Saraiva Barroso
Presidente do PCdoB/São Luís.

PCdoB do MA faz jogo sujo de Serra e tenta prejudicar Dilma Roussef por causa da aliança PT/Roseana

sex, 21/05/10
por Décio Sá |
categoria Eleições

Na tentativa de evitar com que o PT do Maranhão apoie a candidatura da governadora Roseana Sarney (PMDB), o PCdoB do deputado Flávio Dino e petistas ligados ao deputado Domingos Dutra estão tentando plantar na imprensa nacional um factóide contra a ala da legenda favorável à peemedebista.

O factóide seria divulgado neste final de semana na mídia que defende a candidatura do tucano José Serra – Folha, Estadão, O Globo, Época e especialmente a revista Veja. Trata-se de denúncia dando conta que dirigentes petistas e secretários do governo teriam tentado cooptar financeiramente delegados em favor de Roseana.

serra mídiaA “reporcagem” se basearia sobretudo no depoimento do delegado conhecido por Coelho, de Cururupu. Ele foi indicado delegado pelo secretário José Antonio Heluy (Trabalho), mas acabou votando favorável à coligação PT/PCdoB. A Veja teria chegado ao militante por intermédio do jornalista Márcio Jerry, assessor de Flávio Dino. Ele nega (veja abaixo).

Os jornais e revistas também colheram o depoimento do vice-presidente do Sindicato da Polícia Civil, Arnaldo Colaço, outro delegado pró-aliança com o PCdoB. A amigos ele tem dito ter sido envolvido na história involutariamente.

No mote da matéria, a imprensa serrista diria que o governo do Maranhão “comprou” delegados em favor da governadora. Uma tese de difícil comprovação porque a ala do ex-deputado Washington Luiz não conseguiu nenhum voto pró-Roseana dos adversários – a votação foi 87 a 85. Ao contrário, perdeu pelo menos oito delegados para a tese pró-aliança com Flávio Dino. Conforme revelou o blog na ocasião até o então governador do Piauí, Wellington Dias, teria “operado” pró-PCdoB. Ele negou a história.

Ou seja, tudo armação para tentar melar a aliança PT/PMDB no Maranhão

Outro lado

Ouvido pelo blog, Coelho confirmou ter dado declarações aoa jornais e revistas citados. No entanto, disse já ter ligado a todos eles para negar qualquer envolvimento e desautorizar o uso do seu nome. “Só a repórter Sofia Krause, da Veja, para quem eu liguei várias vezes, não quer me atender”, afirmou o petista. Coelho conta que os jornalistas o procuraram para que ele confirmasse histórias envolvendo seu nome. “Eles ouviram essas histórias de mim e ligaram para eu confirmar.”

Márcio Jerry negou qualquer participação no caso. “Eu não planto nada. Isso é fofoca. Estão querendo desviar a atenção e envolver meu nome”, disse. “É bom tu apurar bem porque essa é uma denúncia (compra de delegado) muito grave”, completou em tom ameaçador.

Não sabe ele que essa história pode acabar sendo um verdadeiro bumerangue.



Formulário de Busca


2000-2014 globo.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade