Formulário de Busca

“O PT agora é outro PT”, diz Monteiro

ter, 15/12/09
por Décio Sá |
categoria Política local

Fernando. Washington, Monteiro e Zé Antonio: outro PT

Fernando. Washington, Monteiro e Zé Antonio: outro PT

O presidente eleito do PT, Raimundo Monteiro, disse nesta segunda-feira que, sob sua gestão, o partido será outro. “O PT agora é outro PT”, sentenciou. Ele afirmou ter tido, sem contar as sete urnas pendentes, 7.096 votos contra 6.036 obtidos por Augusto Lobato. Como nessas urnas existem cerca de 500 votos para serem computados, ele não tem mais como perder a eleição.

Monteiro explicou que a Executiva Estadual vai julgar nesta quarta-feira todos os recursos pendentes. Quem não se der por satisfeito poderá recorrer ao Diretório Nacional, que estipulou o dia 22 para homologar todos os resultados nos estados. O presidente eleito disse não acreditar que o grupo do deputado Domingos Dutra tente declarar Lobato como vitorioso. “Não acredito que os companheiros cometam tal desatino.”

Monteiro afirmou ainda não ter como afirmar agora qual o rumo do PT em 2010 no Maranhão. No entanto, ele já praticamente descartou qualquer tipo de aproximação com o PSDB. Os tucanos locais tentam emplacar numa vice de uma hipotética candidatura do ex-governador Jackson Lago (PDT) ao Governo do Estado. “Temos dificuldades profundas com o PSDB”, assinalou.

Em entrevista coletiva, o presidente eleito contou que a política de aliança do próximo ano só será discutida no congresso do partido em fevereiro. “Essa discussão se dará internamente e no momento oportuno. Nossa prioridade é a eleição da ministra Dilma Roussef (Casa Civil). Vamos analisar o que será melhor para o projeto nacional do PT. Não podemos brincar nessa eleição. Essa será a eleição de nossas vidas”, acrescentou.

Monteiro repetiu declaração do presidente Lula crítica (reveja) à ala radical do partido no Maranhão, liderada por Dutra. “Quem estiver com esses discurso estratosférico vai ficar fora do PT.”

O ex-diretor regional do Incra recuou em relação a uma suposta candidatura de Bira do Pindaré ao Senado. Ao final do primeiro turno, ele havia declarado total apoio à iniciativa e agora diz que será preciso “discutir melhor” a proposta.

O deputado federal Washington Luiz Oliveira, que participou da entrevista junto com o secretário José Antonio Heluy (Trabalho) e Fernando Silva, presidente eleito do Diretório de São Luís, foi mais incisivo em relação às insistentes perguntas a respeito de uma possível coligação com o PMDB. “Não há mais aquela visão de que o PMDB é inimigo dos trabalhadores no Maranhão. O debate vai ser político e não no campo da criminalização.”

Ele e Monteiro negaram qualquer proposta do PT em indicar o vice da governadora Roseana Sarney (PMDB). “Nunca houve essa proposta.” No entanto, lembraram que no Pará e Piauí o partido só cresceu após alianças com o deputado Jarder Barbalho (PMDB-PA), o ex-governador Almir Gabriel (PSDB-PA) e o senador Mão Santa (ex-PMDB e hoje no PSC-PI).Washington também pregou a paz interna. “Estamos fazendo um chamamento à unidade”, assinalou.

Para José Antonio Heluy o PT do Maranhão vice um “momento histórico” com vitória de Monteiro. Fernando Silva disse que a suposta vantagem que o grupo de Dutra teria em números de delegados para a definição da política de alianças em 2010 não deve ser levada ao pé da letra. “Numericamente, devido aos apoios que recebeu, o Lobato venceria a eleição no segundo turno. Mas não foi isso que aconteceu porque a militância rejeitou esse discurso (radical)”, finalizou.

Apuração oficial aponta vitória de Monteiro no PT

qui, 10/12/09
por Décio Sá |

Monteiro, Fernando Magalhães e Fernando Silva: festa

Monteiro, Fernando Magalhães e Fernando Silva: festa

Apuração oficial da eleição do PT apontou a vitória de Raimundo Monteiro. Faltando nove municípios para serem apurados, o ex diretor-regional do Incra aparece com 6.708 votos contra 5.585 obtidos por Augusto Lobato, diferença de 1.123 sufrágios. Mesmo que obtenha todos os 880 votos desses dez municípios restantes, este não conseguirá alcançar o adversário.

Os dois candidatos devem questionar o resultado do pleito em algumas cidades. O assunto será tratado numa reunião da Executiva do partido provavelmente no dia 16. Aliados de Monteiros acusaram membros da comissão eleitoral, ligados a Lobato, de dificultarem a divulgação desses últimos dados com objetivo de “tumultuar o processo de apuração”.

Os votos nessas nove cidades que faltam ser computados seriam justamente redutos do segundo colocado. Os dirigentes locais teriam sido orientados a não fornecer os dados oficiais no sentido de ficar adiando a divulgação do resultado final da eleição.

“Nada deixará ser avaliado. Queremos que todo o processo seja transparente”, disse Wilmar Lacerda, espécie de interventor no processo eleitoral no estado.

O ex-diretor regional do Incra se disse preparado para “transformar” a legenda no Maranhão. “Vamos organizar o partido. O PT maranhense será um partido forte”, declarou.  Após o resultado, seus aliados festejaram  ao som de músicas da última campanha de Lula.

Aliados de Monteiro cantam vitória no PT

seg, 07/12/09
por Décio Sá |

Bira (à dir.): teria feito corpó mole na campanha de Lobato

Bira (dir.): corpo mole na campanha de Lobato (centro)

Aliados de Raimundo Monteiro comemoram desde ontem a vitória dele na eleição pelo comando do PT do Maranhão. A festa só ainda não se tornou pública porque o candidato pediu prudência aos aliados. Vários fatos indicam que o ex-diretor regional do Incra venceu a disputa. O primeiro é uma apuração paralela feita pelo seu comitê. O último boletim divulgado agora há pouco, em 152 municípios dos 179 onde foi realizado o segundo turno, ele lidera com 1.172 votos à frente de Augusto Lobato: 6.456 a 5.284. No entanto, os apoiadores de Monteiro estimam que a vitória será com cerca de 800 votos.

Ainda ontem a comissão eleitoral divulgou um resultado extra-oficial, em 137 urnas, mostrando Monteiro na liderança com 735 votos: 6.142 a 5.407. Segundo os aliados do ex-diretor do Incra, nas 45 urnas restantes ele teria pelo menos a metade dos votos, não sendo possível, portanto, a recuperação de Lobato. Diante desses dados, este também divulgou seus números obtidos em apuração paralela. Em 90 urnas, ele aparece com 848 votos na frente: 4.821 a 3.973. “Estão tentanto fazer eu jogar a toalha, mas acredito na vitória”, disse Lobato.

Os resultados oficiais fornecidos pela comissão eleitoral estão saindo a passos de tartaruga. Computadas 68 urnas a diferença pró-Monteiro estava em apenas 73 votos: 2.333 a 2.160. Essa pouca distância entre os dois candidatos se explicaria porque nesses números já estão incluídos municípios onde Lobato venceu com grande diferença como Penalva e Imperatriz. O resultado final e oficial só deve ser divulgado na quarta-feira. Amanhã é feriado.

Em conversas de bastidores, apoiadores de Lobato já começam a culpar Bira do Pindaré pelo fraco desempenho do candidato na capital (Monteiro venceu por 2 votos – 774 a 772 ) e alguns municípios do interior. “Bira passou o dia em Bacabeira, onde ganhou no primeiro turno, sem necessidade alguma e ainda perdeu lá por 171 votos a 1. Ele deveria ter permanecido em São Luís tentando fazer a gente vencer por uma grande diferença. Só pode ter feito algum acordo subterrâneo com Washington (Luis Oliveira, deputado federal). Ele não fez força em favor de Lobato. Só tirou aquela foto e participou do jantar”, afirma uma fonte da coordenação de campanha do segundo colocado.

PT: Monteiro lidera disputa; Lobato contesta

dom, 06/12/09
por Décio Sá |

Raimundo Monteiro 041109A Comisão Eleitoral do PED (Processo de Eleição Direta) do PT, presidida pelo militante Sílvio Bembem, divulgou o que seriam os primeiros números oficiais do resultado da eleição em 137 municípios. De acordo com esses dados, Monteiro tem uma diferença de 735 votos à frente de Augusto Lobato: 6.142 votos a 5.407 votos.

Bembem, no entanto, fez questão de ressaltar que esses números não podem ser considerados ainda oficiais porque foram obtidos junto aos comitês dos dois candidatos. Até o final da noite deste domingo a comissão eleitoral só tinha recebido dez atas de votação. O resultado oficial mesmo só deve começara a ser divulgado nesta segunda-feira.

Enquanto isso, Augusto e Monteiro travam uma guerra de números paralelos. Segundo o comitê do ex-diretor regional do Incra, apurados 113 municípios, ele tem 5.811 votos contra 3.876 votos do adversário, diferença de 1.935 votos. Lobato também divulgou uma apuração paralela em 90 municípios onde aparece com 848 votos na frente: 4.821 a 3.973. 

Monteiro ganhou em São Luís por apenas dois votos (774 a 772), em Açailândia (160 a 26), Caxias (181 a 152) e Barreirinhas (198 a 165), depois de conseguir o apoio do prefeito cassado Miltinho Dias que no primeiro turno apoiou Rodrigo Comerciário. Lobato venceu em Penalva (246 a 96) e em Imperatriz (295 a 25), segundo e terceiro colégios eleitorais do estado. Em Pedro do Rosário não houve eleição. A eleição para o diretório da capital foi vencida por Fernando Silva. Ele teve 818 votos contra 706 de Joab Jeremias, diferença de 112 sufrágios.

Augusto Lobato 071209Em Imperatriz pode ter ocorrido fraude, segundo o comitê de Monteiro. Motivo: até as 16h tinham votado 94 pessoas. O fiscal do grupo do ex-diretor regional do Incra deixou o local para assistir o jogo do Flamengo. Das 16 às 17h apareceram 226 eleitores para votar, duas vezes e meia o número de votantes durante todo dia. Monteiro deve questionar o resultado da eleição na cidade.

Lobato (na foto votando) disse que a denúncia não procede. Afirma que irá questionar também os resultados das eleições em Humberto de Campos - onde Monteiro teria vencido por 130 a 2 - e Santa Luzia do Paruá onde não houve votação no primeiro turno e agora ele perdeu de 71 a 1. “Eles divulgam esses números para ver se eu jogo a toalha, mas não vou jogar. Estou confiante que vou ganhar a eleição”, assegurou.

E assim caminha o PT do Maranhão.

Nota: Post alterado às 22h20 e a 00h10 para acréscimo de informações e fotos.

Dirigente nacional do PT tenta negar o inegável

dom, 06/12/09
por Décio Sá |

O membro nacional do PT Walmir Lacerda (foto) encaminhou nota ao blog contestanto o post “Eleição do PT tem interventor e segurança privada” (veja abaixo). Leia o que ele alega e na sequência minha resposta:

“Ao sr. Décio Sá – jornalista do portal imirante.com:

Wilmar Lacerda: intervenção

Wilmar Lacerda: confirmando tudo

Foi com surpresa e indignação que tomei conhecimento de matéria postada em seu blog que afirma que estou em São Luís como interventor do processo eleitoral do 2º turno no PED do PT do Maranhão. Gostaria de esclarecer que não há nenhuma intervenção do PT Nacional no processo eleitoral no Maranhão. A direção Nacional está acompanhado o processo eleitoral nos cinco estados onde há 2º turno: Rio Grande do Norte, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Amapá e Maranhão.

O PED no 2º turno vem sendo organizado pela comissão eleitoral, coordenada pelo companheiro Sílvio Bembem, de maneira absolutamente transparente e imparcial. Não houve nenhuma orientação para contratação de segurança privada no processo eleitoral em nenhum município do estado. Em São Luís, excepcionalmente, seguranças foram contratados por decisão da comissão de organização local.

Companheiro Sílvio Bembem ausentou-se do Estado para participar de uma seleção para curso de mestrado em São Paulo. Durante sua ausência os outros quatro membros da comissão deram continuidade ao processo de organização do PED. Organizar o PED em todos os 192 municípios aptos à realizarem eleição não é uma tarefa fácil, diante de todas as dificuldades enfrentadas pela falta de estrutura partidária. Para melhor compreensão, em alguns municípios a comunicação com os dirigentes do PT se dá através de telefone público.

No primeiro turno participaram 177 municípios maranhenses com a participação de mais de 13.000 filiados, e no Brasil esta participação chegou a mais de 500.000 filiados. O PT é o único partido do Brasil que realiza eleições diretas para a escolha de seus dirigentes.   Portanto não há nenhuma crise no processo eleitoral do PED e há um clima de absoluta tranqüilidade e unidade partidária.

Atenciosamente,

Wilmar Lacerda, membro do Diretório Nacional do PT.”

Minha Resposta: A nota de esclarecimento só confirma o que afirmei. Diz que Sílvio Bembem ausentou-se do estado, mesmo que “excepcionalmente”. Foi nessa ausência que aconteceu uma confusão na sede do PT quando a militante Rose Sousa foi denunciada à polícia acusada de arrombar um armário (reveja). Não foi tão “transparente” assim o processo eleitoral. O grupo do candidato Raimundo Monteiro encaminhou denúncia ao próprio Diretório Nacional dando conta que os adversários estavam enviando urnas e cédulas para o interior sem o visto de seus representantes.

A nota confirma a outra informação: foi contrata segurança privada para evitar confusões nos locais de votação em São Luís. E por último o blog falou em “intervenção branca”, aquela que não parece mas é. A Direção Nacional do PT não interveio oficialmente, mas no momento em que mandou o missivista a São Luís já é uma intervenção. Tanto que o próprio Walmir vai ficar durante a apuração e exigiu da comissão eleitoral o fornecimento de todos os endereços dos locais de votações nos municípios.

É isso!

Eleição do PT tem interventor e segurança privada

dom, 06/12/09
por Décio Sá |

Acontece durante todo este domingo o segundo turno das eleições do PT entre Augusto Lobato e Raimundo Monteiro. O resultado é imprevisível porque os dois conquistaram apoios importantes. Lobato recebeu as adesões de Bira do Pindaré e Rodrigo Comerciário. Em tese, se somarmos os votos do primeiro turno dos três, ele venceria a eleição. Já Fransuila Lopes e Edmilson Carneiro se alinharam a Monteiro.

Wilmar Lacerda: intervenção

Wilmar Lacerda: intervenção

No entanto, o ex-diretor regional do Incra anda mais confiante na vitória que o adversário. Ele acredita principalmente na desmotivação dos eleitores de Bira para votar em Lobato. Motivo: as críticas que um fez ao outro durante o primeiro turno. Monteiro também conseguiu adesão do prefeito cassado de Barreirinhas, Miltinho Dias, que apoiou Rodrigo Comerciário, e do Diretório de Bacabeira.

Em Bacabeira, o PT é comandado pelo militante conhecido por Lourenço. Ele é o ex-assessor do deputado Domingos Dutra que em 2007 teria sido demitido por pressão da mulher do parlamentar, Núbia Dutra. Foi essa notícia dada pelo blog que gerou as críticas dela contra mim, conforme relatado no post abaixo. Lobato deve vencer com boa vantagem a eleição em Imperatriz por causa do discurso anti-Sarney que seus apoiadores fizeram na cidade contra Monteiro. O problema vai ser mobilizar os “companheiros” para ir às urnas.

A disputa é mais acirrada na pequena Penalva, segundo colégio eleitoral do Maranhão com mais de mil filiados – só perde para São Luís. A cidade é uma espécie de “curral” de Dutra por conta do trabalho da ex-vereadora Nice. No primeiro turno Lobato teve 230 votos contra 87 de Monteiro no município. Só para se ter uma ideia: quando foi candidata à reeleição Nice teve apenas 157 votos. Ou seja, ela conseguiu mobilizar mais gente para apoiar Lobato que ela própria em 2008.

A disputa é tanta em Penalva que desde ontem Dutra está no município mobilizando os “companheiros” para o pleito. A base está funcionando no povoado Jacaré onde o deputado comanda rodadas de churrasco e cerveja. Monteiro também se transferiu para o município. É lá que ele vai votar.

Para evitar brigas hoje o Diretório Nacional do PT enviou a São Luís Wilmar Lacerda, chefe de gabinete do presidente Ricardo Berzoini e ex-presidente da legenda no Distrito Federal. Ele fez praticamente uma “intervenção branca” na comissão eleitoral comandada por Sílvio Bembem. Bembem andou sumido nos últimos dias e deixou os trabalhos sob o comando do ex-secretário Ricardo Ferro (Minas e Energia), aliado de Lobato. O fato gerou protesto do grupo de Monteiro.

Foi só o “interventor” chegar para Bembem reaparecer. Uma das primeiras providências de Walmir Lacerda foi exigir o endereço de todas as cidades onde vai acontecer o pleito. No primeiro turno não se sabia sequer onde seria a eleição em alguns municípios. Outra medida tomada por ele foi contratar segurança privada para os locais de votação em São Luís: Salão Paraoquial da Igreja Nossa Senhora da Conceição (Anil), Associação dos Moradores da Unidade 201 (Cidade Operária), Sindicato dos Bancários e Teatro Grita (Anjo da Guarda). Na capital disputam o segundo turno Fernando Silva e Joab Jeremias.

É nesse clima que acontece a eleição. A sorte está lançada!

Reveja os resultados do primeiro turno
Raimundo Monteiro – 4.248 votos
Augusto Lobato – 3.188 votos
Bira do Pindaré – 2.683 votos
Rodrigo Comerciário – 993 votos
Edmilson Carneiro – 925 votos
Frasuila Lopes – 607 votos
Brancos – 615 votos
Nulos – 442 votos
Válidos – 12.644 votos

Diretório Municipal de São Luís
Fernando Silva – 635 votos
Joab – 332 votos
Pedrosa – 284 votos
Chocolate – 125 votos.

Washington e Monteiro: “Dutra está desesperado”

sáb, 05/12/09
por Décio Sá |
categoria Política local

Raimundo Monteiro 041109O deputado federal Washington Luiz Oliveira e o ex-diretor regional do Incra Raimundo Monteiro (foto) classificaram como “desespero” as declarações do presidente do PT do Maranhão, o também deputado federal Domingos Dutra, feitas ontem em jantar em apoio a candidatura de Augusto Lobato.

“Ele está desesperado porque estamos bem à frente do candidato dele (Lobato) e ganhamos uma ação na justiça (reveja). A base do PT não aceita mais este tipo de discurso” afirmou Monteiro. “Ele faz este tipo de coisa justamente para ter repercussão. O PT não merece essas baixarias. Rejeitamos este tipo de conduta. Ele está muito desesperado”, completou Washington.

Durante o jantar (veja post abaixo), Dutra ameaçou boicotar visita do presidente Lula a São Luís caso não seja avisado da viagem e declarou que “pode morrer gente”, através do uso de “bate-bucha” (espingarda caseira), caso a legenda decida por uma aliança com o PMDB da governadora Roseana Sarney em 2010, entre outras ameaças. “Quem vai morrer é ele de inanição”, desdenhou Monteiro.

Para o ex-diretor do Incra, que disputa neste domingo o segundo da eleição para o Diretório Estadual com Lobato, “Dutra está querendo se dá um valor que ele não tem”. “Imagina se o presidente da República vai pedir permissão a alguém para visitar qualquer lugar do país?”

Washington não quis comentar as baixarias de caráter pessoal assacadas contra ele pelo colega de partido. “É melhor deixar ele falando só, berrando. O  próprio PT rejeita este tipo de conduta”, finalizou.

Dutra ameaça até o presidente da República

sex, 04/12/09
por Décio Sá |

Em discurso onde se definiu como uma “simbiose de Bin Laden, Negro Cosme e Lampião”, o deputado Domingos Dutra (PT) fez ameaças ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a adversários internos no caso de uma derrota nas eleições do PT no próximo domingo. “Pode morrer gente mas não vamos dar o PT para Sarney”, disse o parlamentar diante da possibilidade dos desafetos tentarem uma aliança em 2010 com o PMDB da governadora Roseana Sarney.

Dutra (de vermelho) discursa em evento do PT: ameaças

Domingos Dutra (com microfone) discursa em evento do PT: ameaças

O discurso raivoso de Dutra aconteceu ontem à noite, no restaurante Base do Rabelo (Olho d’ Água), durante ato de campanha de Augusto Lobato. Lobato disputa no próximo domingo o segundo turno da eleição do PT com Raimundo Monteiro. Participaram do evento o presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Tavares (PSB), os ex-governadores José Reinaldo (PSB) e Jackson Lago (PDT), o ex-secretário Aziz Santos (Planejamento), o pré-candidato ao Senado Clodomir Paz (PDT), o deputado federal Eudes Xavier (PT-CE), e o dirigente nacional da legenda Ricardo Azevedo, ligado ao ministro Tarso Genro (Justiça).

Após acusar Roseana de estar interferindo na eleição, Dutra condicionou a visita de Lula a São Luís a uma espécie de “autorização” dele e de outros fundadores do partido no Maranhão. “O Lula não pisa nesta cidade desde 1998. Se ele pisar aqui sem o conhecimento de Manoel da Conceição, do Jomar Fernandes (ex-prefeito de Imperatriz) e de Dutra ele vai se dar mal”, declarou para aplausos e sorrisos da plateia de cerca de 300 militantes.

Lula, que esteve ano passado em São Luís para visitar vítimas das enchentes no interior do estado, programou nova visita à capital para o próximo dia 10. Ele deve participar da inauguração da ampliação da fábrica da Alumar e conhecer as obras do PAC do Rio Anil.

Mesmo dizendo que seu grupo tem a maioria dos delegados que definirão a política de aliança do PT no próximo ano, ele declarou que reagirá a uma vitória de Monteiro. “Vamos começar a armazenar ‘bate-bucha’ (arma caseira). Se o outro candidato vencer a munição vai ser alça de panela”, assinalou.

Atual presidente da legenda, Dutra acusou o deputado Washington Luiz Oliveira de estar querendo levar o partido a uma aliança com Roseana. “O Macaxeira (apelido de Washington) não vale o peido de uma gata”, xingou.

Afirmou ainda não saber se tentará a renovação do seu mandato. “Não tenho nenhum interesse pessoal (em continuar na vida pública)”, garantiu o presidente do PT.

Último a discursar, Lobato tentou minimizar as declarações do principal apoiador de sua candidatura. “Não serei candidato a nada (em 2010) porque precisamos repactuar o partido, inclusive o outro lado que está equivocado em sua posição. Vou respeitar a posição que os companheiros tomarem, mas buscarei levar o PT para uma aliança com os partidos do campo democrático”, disse.

De acordo com ele, é por declarações como estas que “Dutra é chamado de louco e não é aceito pelo Diretório Nacional do PT”.

Eleição do PT vai parar na polícia

ter, 01/12/09
por Décio Sá |
categoria Eleições, Polícia

PT quebradoEstava demorando. A eleição do PT foi parar na polícia, literalmente. Uma confusão ocorrida por volta das 11h30 desta terça-feira na sede do partido quebrou o clima de certa tranquilidade que vinha reinando na eleição para o comando da legenda. Integrante da Comissão Eleitoral, Rose Sousa está sendo acusada de arrombar o armário do PT para ter acesso a documentos internos. Ela é mulher do ex-tesoureiro Henrique Sousa. A militante teria se irritado com a demora em ter atendido um pedido para pegar os papéis guardados dentro do armário e resolveu arrombá-lo.

Bruno Rogers, assessor técnico da comissão, está prestando queixa nesse momento (15h30) contra a companheira no Plantão Central da Beira-Mar. Ele já passou pela Delegacia de Furtos e Roubos onde não conseguiu registrar o fato. Bruno explicou ao blog que estava tirando xerox de alguns documentos quando recebeu o pedido de Rose. “Como membro da comissão ela tem o direito de requisitar qualquer documento. Nesse caso, ela não quis esperar e arrebentou o armário”, explicou ele.

Outro lado

Rose, aliada do candidato Raimundo Monteiro, negou o arrombamento. De acordo com ela, tudo não passa do “tradicional teatro” da turma do atual presidente Domingos Dutra, que apoia Augusto Lobato. “Isso é aquela coisa do PT: se juntam seis de um lado para dizer que é verdade e seis do outro para dizer ser mentira”.

Ela acusou o grupo dutrista de estar enviando para o interior urnas e cédulas sem passar pela fiscalização de aliados de Monteiro integrantes da Comissão Eleitoral. “Passei todo dia de ontem na sede do PT e não havia o registro da saída de nenhuma urna. Hoje fomos informados da chegada delas em vários municípios. Elas não saíram da sede do PT. Como denunciamos o caso à Direção Nacional, eles criaram este fato (do armário) como espécie de carta de seguro”, explicou a militante.

Aliado de Dutra, Bruno Rogers afirma que as urnas foram despachadas ontem à tarde da sede da legenda. “Quem estava lá no momento assinou as cédulas e verificou as urnas”, garantiu ele.

Esperemos os próximos capítulos.

Bira e Rodrigo declaram apoio a Lobato no PT

dom, 29/11/09
por Décio Sá |

Bira, Augusto e Comerciário 301109

Rodrigo, Augusto e Bira: união no PT

Os candidatos derrotados no primeiro turno Bira do Pindaré e Rodrigo Comerciário declararam aogra há pouco, em evento no Centro Social do Sindicato dos Comerciários (Maiobinha), apoio à candidatura de Augusto Lobato. Lobato disputa no próximo dia 6 a presidência do Diretório Estadual do PT com o ex-diretor regional do Incra Raimundo Monteiro.

Rodrigo, que pertencia ao grupo de Monteiro e do deputado federal Washington Luiz Oliveira, justificou o alinhamento a Lobato (foto) por causa das eleições do ano passado quando foi candidato a vice-prefeito na chapa do deputado Flávio Dino (PCdoB). Na ocasião, o grupo de Washington não defendeu seu nome para vice. Rodrigo resolveu romper com os então aliados e, com o apoio do grupo de Lobato, conseguiu emplacar na chapa comunista.

Já o interesse de Bira é tentar viabilizar sua natimorta candidatura ao Senado em 2010. No entanto, essa e outras discussões internas só serão colocadas em pauta no próximo ano.

Lobato disse ter recebido com tranquilidade as declarações de apoios à sua candidatura. Afirmou que irá procurar o entendimento com os também derrotados no primeiro turno Edmilson Carneiro e Frasuila Lopes, cuja tendência é o alinhamento a Monteiro.

Declarou respeitar muito o adversário, que apoiou em 2002 ao Governo do Estado. “Esses eram apoios esperados. Respeito o Monteiro, mas divirjo dele politicamente. Não vou cometer nenhuma ilegalidade caso chegue ao comando do PT. O que os companheiros decidirem no congresso (para as eleições 2010) vamos respeitar”, assinalou.



Formulário de Busca


2000-2014 globo.com Todos os direitos reservados. Política de privacidade